Bispos católicos pedem que pais rejeitem filhos e filhas trans

Uma carta aberta da Conferência de Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), escrito e publicado no dia 15 de Dezembro de 2017, pede que pais rejeitem seus filhos ou filhas trans.

Segundo um trecho da carta:

“Temos certeza e afirmamos que todos os seres humanos são criados por Deus com toda dignidade. Também acreditamos que Deus faça cada um como deve ser: macho ou fêmea. Fora disso, não pode existir qualquer acidente ou erro da criação. As coisas devem ser da maneira que Deus as criou: macho e fêmea, como diz Gênesis 1:27.”

O documento foi escrito por diversos líderes religiosos da Igreja Luterana, Batista do Sul, Anglicana e Ortodoxa Grega, divulgado publicamente e crescido na mídia como os temas ligados a transfobia.

A carta ignora totalmente estudos científicos e afirma que a felicidade com filhos transgêneros não é possível.

Em outro trecho:

Desejamos saúde e felicidade a todos os homens, mulheres e crianças. Portanto, pedimos políticas que defendam a verdade da identidade sexual de uma pessoa como homem ou mulher e a privacidade e segurança de todos. Esperamos uma renovada valorização da beleza da diferença sexual em nossa cultura e para o apoio autêntico daqueles que vivenciam conflitos com a identidade sexual dada por Deus.”

A carta também reafirma a convicção do Papa Francisco que em 2016 disse que estava preocupado com o crescimento de pessoas trans.

Mesmo em 2018, quando acreditamos que as coisas estão melhorando, a LGBTfobia ainda permanece viva, forte e presente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 13 =

Pin It on Pinterest