Casamento coletivo em BH reuniu mais de 30 casais LGBTs

Cerca de 400 pessoas trabalharam como voluntários na organização do evento que aconteceu neste domingo (16) no espaço Centoequatro, centro de Belo Horizonte (MG). Foram técnicos de som, seguranças, músicos, cabeleireiras, fotógrafos, recepcionistas, cerimonialistas, garçons, maquiadoras e outros profissionais que não cobraram um centavo para estarem ali, presentes e ajudando na cerimônia que uniu mais de 30 casais LGBTs,

Segundo um dos idealizadores do “casamentaço”, o cineasta Renan Camilo, em nota ao portal Hoje Em Dia, mais de 600 pessoas estiveram no evento, entre familiares e amigos.

A celebração começou às 17h30 e a festa foi até a 1h30 da manhã.

A principal motivação do casamentaço foi a possibilidade de, em 2019, LGBTs perderem os poucos direitos adquiridos. Por isso, em todo o Brasil, grupos estão organizando casamentos coletivos antes da virada do ano.

Para ajudar na manutenção da festa, foram arrecadados aproximadamente R$ 20 mil reais por meio de financiamento coletivo. O valor exato não foi divulgado. Entre diversos depoimentos, a felicidade e o amor entre quem se casou foi o valor mais alto da festa, que tinha um só propósito: unir pessoas que se amam.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Eu não tenho palavras para descrever esse momento #friends #family #drinks🍹 #paraty #casamentaçobh #amazing #muitoamor

Uma publicação compartilhada por Ygor Bernardes (@ygorbdes) em

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Conheça Viana e seus livros aqui www.fabricioviana.com