Casos de HIV aumentaram 700% em pessoas entre 15 a 24 anos nos últimos 10 anos

O Boletim Epidemiológico HIV/Aids, do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais, da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde (DIAHV/SVS/MS), publicado anualmente, apresentou informações alarmantes sobre os casos de HIV/AIDS no Brasil.

Segundo o boletim de 2018, divulgado pelo Ministério da Saúde, a infecção do vírus entre os jovens aumentou 700% nos últimos dez anos. Entre 2007 e 2017, a principal faixa etária de pessoas contaminadas está entre os 15 e 24 anos

Segundo especialistas, o aumento de ocorrências se deve à maior disponibilidade de testes e a campanhas de conscientização. Para Richard Parker, diretor-presidente da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids (Abia), ele acredita que o país vive uma epidemia de HIV alarmante.

Nos últimos anos, campanhas voltadas para os públicos mais vulneráveis provocaram protestos entre setores da sociedade. De acordo com Parker, desde 2012, as campanhas são cada vez menos explícitas e não direcionadas ao público que mais precisa de esclarecimentos.

Segundo Parker, o quadro poderá piorar muito em 2019. Há poucos dias do Carnaval, o site do Ministério da Saúde, por exemplo, sequer cita ações de prevenção e controle de HIV/AIDS para a população.

Só no Brasil, em 2017, foram diagnosticados 42.420 novos casos de HIV e 37.791 casos de AIDS. Caso não saiba a diferença entre HIV e AIDS, recomendamos assistir este vídeo.

Quanto ao Boletim, você pode ter acesso a ele integralmente clicando aqui.

E para quem já fez exames e deu positivo para o HIV, lembre-se, tome a medicação corretamente. Assim, você fica com carga viral indetectável e a possibilidade de transmitir o HIV para outras pessoas em situações de risco é praticamente zero.


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, life coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana? Clique aqui.