terça-feira, maio 23, 2017
APOGLBT

Para quem acompanha as publicações no site da APOLGBT SP (www.paradasp.org.br), sabe que o tema da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo não é decidido apenas por nós e sim por um grupo de coletivos, ONGs de direitos humanos LGBTs e militantes independentes que participam ativamente de nossas reuniões realizadas ao longo do ano (e não somente nos meses que antecedem o evento).

A primeira reunião especifica para decidir o tema de 2017 ocorreu em 22/10, a segunda reunião, já com temas pré-selecionados ocorreu em 29/10 onde foi decidido “Estado Laico“.

Porém, ainda falta o slogan do tema e a justificativa que deverá ser divulgada. E você pode ajudar a escolher! O convite é aberto a todxs xs interessadxs! Participe, convide amigxs e compartilhe essa publicação.

A nossa reunião será realizada neste sábado, 12/11, na sede da UGT, que fica na Rua Aguiar de Barros, 144, a partir das 13h30 (ao lado do metrô Anhangabaú).

 

Um triangulo bissexual é mote da comédia romântica “3 Formas de Amar” no Teatro Augusta.

No final de 1994, estreava no Brasil um filme despretensioso que abordava a relação entre três jovens diante de novas possibilidades de amar. O tempo passou e “3 formas de amar” ainda é referência na lista de filmes com temática LGBT e registro marcante na memória de muitos trintões. Para a alegria dos nostálgicos, a versão teatral estreou dia 1 de outubro e fica em cartaz até o final do mês, sempre aos sábados e domingos no Teatro Augusta.

Nesta nova versão, livremente inspirada no filme, os papeis de Josh Charles, Lara Flynn Boyle e Stephen Baldwin são vividos respectivamente pelos atores Tiago Pessoa, Thalyta Medeiros e Diego Biaginni. Eles interpretam três jovens que dividem o aluguel e as despesas de um apartamento em São Paulo. Amor, incertezas e muitos desejos fazem parte do universo desses jovens que ainda se prepararam para a famigerada vida adulta.

Na comédia, dirigida por Renato Andrade, Leo é um rapaz acanhado, recém-chegado do interior, Alexia é uma aspirante a atriz e Vinicius é o vértice divertido e irresponsável do triangulo amoroso que se forma entre eles. São desconhecidos, completamente diferentes, mas que se aproximam em meio às dificuldades de se viver em uma grande metrópole. Aos poucos, surge uma amizade e um imbróglio amoroso, repleto de questionamentos típicos da juventude.

Embora se passe nos anos 90, época em que bissexualidade ainda era um assunto abafado, a história não se foca nos dramas ou discussões sobre o tema. Seu diferencial é apresentar uma relação de poliamor de maneira simples e divertida. É uma história sobre três jovens, que em dado momento, se veem apaixonados uns pelos outros e precisam lidar com esse sentimento, com o amor e suas infinitas formas de amar.

Ficha Técnica:

ADAPTAÇÃO: Pessoa Produções
DIREÇÃO: Renato Andrade
ELENCO: Diego Biaginni, Thalyta Medeiros e Tiago Pessoa.
FOTOS: Caio Gallucci
LUZ: Bob Lima
CENÁRIO: Cristiano Panzarin
FIGURINOS: Renato Andrade

SERVIÇO:

LOCAL: Teatro Augusta (Rua Augusta 943, Consolação), sala principal, 304 lugares. Estacionamento conveniado. Acesso a deficiente.
DATA: 01/10 até 30/10 (Sábado 22h e Domingo 20h)
INGRESSOS: R$50,00 (Inteira). Aceita cartões.
INFORMAÇÕES: (11) 3151 4141
DURAÇÃO: 70 min
GÊNERO: Comedia Romântica
CLASSIFICAÇÃO: 14 anos

Como muitos sabem, a ONG APOGLBT SP (Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo), responsável pela maior parada LGBT do mundo e outros eventos que envolvem cultura e militância LGBT, não impõe o tema da Parada. Este tema é construído ao longo do ano e envolve uma discussão ampla e democrática com outras ONGs de direitos LGBTs, grupos e militantes autônomos.

Como publicado em nosso portal, a primeira reunião para definir o tema de 2017 ocorreu neste sábado e, entre os presentes, foram sugeridos 11 assuntos que merecem nossa atenção:

  • Conselhos e Controle Social
  • Diversidade Raça e Classe
  • Educação
  • Estado Laico
  • Família
  • HIV/Aids
  • Protagonismo das mulheres LBT
  • Saúde
  • Desmilitarização da PM
  • União da Diversidade
  • União dos Movimentos

paradalgbt-sp

Após a explicação de todos os assuntos escolhidos, antes de decidir o tema final, os participantes decidiram por votação reduzir os 11 assuntos para apenas 4 principais:

  • Estado Laico – 21 votos
  • Educação – 16 votos
  • Protagonismo das Mulheres LBT – 15 votos
  • Família – 14 votos

Isso significa que o tema da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, em 2017, será definido na próxima reunião e será um destes quatro pré-selecionados.

Caso você queira participar e ajudar a definir o tema final da Parada do Orgulho LGBT em 2017, o convite às ONGs de direitos LGBTs, grupos e militantes autônomos continua aberto e a próxima reunião foi pré-agendada para o dia 29/10/2017 (será realizada na UGT, que fica na Rua Aguiar de Barros, 144, a partir das 13h30)

E não se esqueça, curta nossa página no Facebook: http://facebook.com.br/paradasp

Caso queira receber informações por e-mail, cadastre-se aqui.

Dia 10 de Novembro, as 18h, a Autêntica Editora, a APOGLBT (Associação da Parada do Orgulho LGBT de SP) e a Livraria Cultura convidam para o bate-papo e sessão de autógrafos do livro Família “Homoafetivas: A insistência em ser feliz”, da autora Lícia Loltran.

O encontro, que será realizado na Livraria Cultura em São Paulo, terá também a participação de Fernando Quaresma e Renato Viterbo, diretores da APOGBLT SP. A mediação ficará por conta de Fabrício Viana, jornalista e organizador do I Congresso Nacional Online de Literatura Queer.

Sobre o livro: 

“Famílias homoafetivas: A insistência em ser feliz” tem 192 páginas, formato 16x23cm e foi lançado em 20/05/2016. Segundo o jornalista Céres Santos:

Este livro-reportagem de Lícia Loltran é um convite à desconstrução de estereótipos sobre os relacionamentos homoafetivos. Há, na sociedade, uma distorção quanto ao público e o privado dessas relações e uma tendência em limitá-las, apenas, ao campo do sexo e da intimidade (privado) e não ao da afetividade, da busca pela felicidade e do respeito à diversidade. De forma humana e sensível, Lícia Loltran traz para o público leitor histórias de vida que ressaltam a busca pela felicidade fora dos “padrões” judaico-cristãos. Essas histórias também destacam as dificuldades de casais homoafetivos na legalização de suas uniões, nas adoções e, principalmente, na superação de preconceitos. Mesmo que o teor “militante” não se faça presente nos textos, este livro é, na verdade, uma brilhante iniciativa de humanizar casais de mulheres com filhos que fogem da heteronormatividade, mas que, para existirem, tiveram de se sujeitar a leis e à ordem estabelecida. Nesse sentido, o livro tem uma perspectiva política, pois traz situações decorrentes da própria luta dos casais homoafetivos, como a superação de barreiras familiares, sociais e institucionais. Tudo isso sem cansar o leitor, pois cada narrativa está recheada de detalhes, singularidades que, no conjunto, se tornam plurais. Na verdade, a leitura de Famílias homoafetivas: a insistência em ser feliz é mais que um convite à reflexão sobre o sentido de democracia e de respeito à diversidade em uma sociedade ainda homofóbica.

Sobre a autora:

LÍCIA LOLTRAN nasceu em 1992, em Juazeiro-BA. É jornalista formada pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB)e graduanda em Direito pela Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (FACAPE). A ideia de escrever sobre famílias homoafetivas partiu de uma inquietação da escritora em entender como essas formações familiares nasciam e conviviam com uma sociedade ainda eivada de preconceito e pré-conceitos.

Participe!

livro-homoafetividade

Serviço:

Bate-papo e sessão de autógrafos do livro Família Homoafetivas, escrito por Lícia Loltran
Participação no evento de Fernando Quaresma e Renato Viterbo (diretoria da APOGLBT SP)
Data 10 de Novembro de 2017 às 18h
Local:
Livraria Cultura – Conjunto Nacional
Avenida Paulista 2.073 – São Paulo / SP

Neste sábado, 22/10, a APOGLBT SP (Associação da Parada do Orgulho LGBT) realizará uma reunião para decidirmos o tema da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo em 2017, para isso, convida outras ONGs de direitos humanos LGBT, coletivos ou militantes autônomos para participar.

A reunião será realizada das 13h30 às 17h no Sindicato dos Comerciários: na Rua Formosa nº 99 (ao lado do metrô Anhangabaú).

O tema da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo é uma forma política de enviar uma mensagem para toda a sociedade, cobrando ou repensando demandas para a população LGBT. Para conhecer os temas utilizados em outros anos, visite este link:
http://paradasp.org.br/quem-somos/

Contamos com a participação de todxs! Divulguem em suas redes sociais.

Para mais informações, entre em contato com a nossa assessoria de imprensa:
http://paradasp.org.br/imprensa-apoglbt/

Para receber nossos informativos por e-mail, cadastre-se aqui.

Segundo o acompanhamento feito pela ABLGT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros), dos 377 candidatos aliadxs e LGBTs registrados por eles nas eleições 2016 para o cargo de prefeito e vereador, 12 foram eleitos neste domingo.

Têko, que teve sua casa pichada com frases homofóbicas durante as eleições, foi o único candidato que se elegeu como prefeito (Itapecerica/MG). Além dos eleitos (lista abaixo), a pesquisa da ABGLT calcula que 26 candidatos conseguiram dar visibilidade e ele var a pauta LGBT em suas cidades.

Lista dos candidatos LGBT eleitos:

Prefeito:
Têko Eleito 7890 votos 31 PHS Prefeito LGBT Itapecerica-MG

Vereadores(as):
Valdir Gomes ELEITO 3361 votos 11555 PP Vereador Campo Grande-MS LGBT
Everlei Martins ELEITO 534 votos 65065 PCdoB Cruz Alta/RS LGBT
Tiago Silva ELEITO 2638 votos 15000 PMDB Florianópolis-SC LGBT
Paulete ELEITA 433 votos 51777 PEN Palmares-PE LGBT
Isaias Martins ELEITO 1998 votos 15456 PMDB Patos de Minas-MG LGBT
Jordana Ferreira ELEITA 553 votos 55555 PSD Pimenta Bueno-RO LGBT
David Miranda ELEITO 7012 votos 50.500 PSOL Rio de Janeiro-RJ LGBT
Tieta ELEITA 732 45369 PSDB votos São Joaquim da Barra-SP LGBT
Fernando Holiday ELEITO votos 48055 25024 DEM São Paulo-SP LGBT
Sâmia Bonfim ELEITA 12464 votos 50180 PSOL São Paulo-SP LGBT
Pamela Volp ELEITA 1841 votos 11400 PP Uberlândia-MG LGBT

Nesta sexta, 30, Fernanda Gentil, jornalista do Globo Esporte, assume seu relacionamento com a também jornalista Priscila Montandon em entrevista ao blog UOL Esporte.

As duas estão namorando há três meses e estiveram, juntas, recentemente na Grécia.

“Estou só exercendo meu direito de ser muito, muito feliz. Tenho apenas um recado, e é para os meus filhos, que mais cedo ou mais tarde podem ler ou ouvir tudo por aí: Lembrem de não se importarem com tudo o que dizem sobre nossa vida, o que vale é o que a mamãe fala com vocês em casa, olhando nos seus olhos. Não é o que vestimos que muda quem somos, e sim o que fazemos. Lembrem também, sempre, do nosso amor, que não tem cor, sexo ou raça. Amo vocês”, disse Fernanda.

Fernanda Gentil separou-se do marido no começo deste ano, após uma relação de 15 anos. Seu ex-marido, Matheus Braga, após reportagem de Fernanda na manhã de hoje, postou uma foto com o filho do casal e disse “É isso o que realmente importa”.

Como já dito aqui em nosso portal, a visibilidade que personalidades proporcionam quando assumem sua orientação sexual para a sociedade é excelente. Muita gente, ainda “dentro do armário”, precisa saber que é possível viver bem com sua homossexualidade e que não tem nada de errado nisso.

Mesmo porque, orientação sexual não tem relação alguma com desempenho ou capacidades profissionais.

E embora ninguém seja obrigado, esperamos que muitas outras personalidades se assumam publicamente. Assim, evita-se boatos e mais pessoas vivem bem com sua sexualidade. A felicidade existe. E para todxs. Concordam?

A 34 quilômetros de altitude, a ONG Planting Peace divulgou ontem um vídeo onde, pela primeira vez na história humana, uma bandeira do orgulho LGBT é “plantada” no espaço.

A Terra ainda pode ser um planeta intolerante e preconceituoso, inclusive com mortes em determinados países de cidadãos homossexuais, mas no espaço, não. Aaron Johnson, presidente da Planting Peace, declarou ao site Huffington Post que:

“Foi uma honra enviar a primeira vandeira do orgulho LGBT para o espaço. Com isso ganhamos uma oportunidade maravilhosa de mostrar que a Planting Peace não vai parar de lutar pelos direitos LGBTQ até que todas as minorias sexuais e de gênero vivam plenamente seus direitos fundamentais em todos os cantos do universo. O espaço serviu como um fundo impressionante, inspirador e pacífico para nossa mensagem de esperança para nossa família LGBTQ. Eu adoraria que as crianças LGBTQ que hoje estão em dificuldade vissem isso, olhassem para as estrelas e se lembrassem que o universo brilha para elas, e que elas não estão sós.”

Assista ao vídeo:

Para a felicidade de todxs, a internet proporciona muita coisa boa, e uma destas coisas é o trabalho colaborativo. Foi com esta facilidade que o grupo “LGBT Brasil”, as fanpages “LGBT Brasil” e “Cartilha LGBT Eleições” criaram um “manual” para auxiliar eleitores nas eleições 2016 no Brasil.

Segundo o objetivo descrito no próprio manual, ele foi criado para:

Dar subsídios, de forma clara, transparente, imparcial e simplificada, para que os eleitores de todo o Brasil, em especial os eleitores LGBT, possam votar em candidatos que os representem de fato nas eleições de 2016. Esperamos modificar, de forma significativa, o quadro político nacional em favor do Estado Laico e dos Direitos Humanos, principalmente da população mais vulnerável: as mulheres, a população LGBT, os negros, os índios, os pobres, as minorias religiosas, principalmente das religiões de matriz africana, as pessoas com deficiência etc. Enquanto tivermos uma sistema que classifica e hierarquiza seres humanos como superiores ou inferiores, seja pelo motivo que for, não atingiremos uma sociedade fraterna, justa e igualitária. Essa Cartilha visa a ajudar o seu leitor a escolher candidatos que trabalhem para que um dia consigamos atingir esse grau mais avançado de civilização.”

Com 26 páginas, a cartilha pode ser baixada e lida gratuitamente neste link:

http://lgbtbrasil.com.br/Cartilha/cartilha_lgbtbrasil_2016.pdf

E não se esqueça de ver a lista de candidatos LGBT para estas eleições. Escolha seu(ua) candidato(a) e vote LGBT:

COMPARTILHEM! Lista de 124 candidatxs LGBT e aliadxs nas Eleições 2016

Afinal, LGBT vota em LGBT! Antes um LGBT ou aliadxs do que alguém que é contra a diversidade humana.

Certo?

A APOGLBT SP, ONG responsável pela maior Parada do Orgulho LGBT do mundo e outros eventos de militância LGBT, a pedido de seu presidente, vem a público agradecer os serviços prestados de forma voluntária pelo Sr. Agripino Magalhães, como Relações Públicas, até o final do ano de 2015.

São de esforços assim que conseguiremos, não só a APOGLBT SP mas diversos movimentos sociais de luta por direitos humanos, construir juntos um mundo melhor para todos.

Portanto, desde o início deste ano, o Sr. Agripino Magalhães não tem mais nenhum vínculo com a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

Aproveitando este momento, comunicados que para intermediar relações, a ONG APOGLBT SP firmou contrato com uma Assessoria de Comunicação que deve, sempre que solicitado, informar quais os porta-vozes que podem e devem falar em nome da APOGLBT SP.

Em casos de dúvidas, entre em contato com nossa Assessoria de Comunicação.

.