segunda-feira, julho 24, 2017
Segmento G
Segmento - Gays

Uma pulseira do arco-íris adquirida no exterior e perdida aqui no Brasil deu origem à uma ideia. A dificuldade de encontrar produtos direcionados à comunidade LGBT fez com que a ideia se tornasse um projeto. Assim nasceu a Logay, uma loja online que acredita no sonho da inclusão, na igualdade e no respeito à diversidade.

Dedicada ao público que acredita que a vida é bonita demais para ficar dentro de um armário, a Logay aposta em sua Linha Pride, que conta com produtos exclusivos criados e elaborados para exaltar o orgulho e o jeito colorido de ser de cada um de nós. Dentre as opções, encontram-se peças de vestuário, acessórios, presentes e até itens de decoração, como almofadas e quadros. Essa demonstração de respeito e tolerância levaram, também, à escolha de produtos multimarcas que abraçam a causa.

A comunidade sempre procurou abraçar as tendências da moda e do bom gosto, e este fator contribuiu para moldar a Logay. Logar é o ato de se identificar. Partindo deste princípio, a loja quer que você se identifique com ela. Você que sempre veste as cores do arco-íris, seja diariamente ou através de pequenos – ou grandes –  gestos.

Recentemente, na última 17ª Feira Cultural LGBT de São Paulo, a Logay firmou uma parceria com a APOGLBT – Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, na qual um kit foi elaborado para comemorar a Parada Gay e o Mês do Orgulho. Parte das vendas foi revertida para a associação e foi um enorme sucesso!

Para conhecer a loja, basta acessar http://logay.com.br. A entrega é feita para todo o Brasil – frete grátis para as compras acima de R$190 – e é oferecido parcelamento em até 3x sem juros para parcelas mínimas de R$50. Você ainda pode contatá-los através do e-mail contato@logay.com.br e seguir a página no Instagram – @logaybr – e no Facebook – http://fb.com/logaybr.

Parece que não, mas isso é algo muito comum: um garoto se apaixona por outro garoto na escola. Tema, inclusive, do livro infantojuvenil chamado Bem-Te-Vi da escritora brasileira Marli Porto. O que não é comum, são animações retratando essa fase da vida de muitos jovens que não sabem o que fazer nessa hora tão peculiar: a inexperiência é a principal delas, além do preconceito.

Segundo Esteban Bravo, cineasta idealizador de In a Heartbeat junto com Beth David, “Ser gay é um assunto que não tem sido amplamente explorado pela animação. Nove em cada dez jovens LGBT relataram incidência de bullying com base em suas orientações e identidades. Por isso o tema do filme”.

E o projeto não nasceu do dia para o outro. No ano passado eles lançaram uma campanha no Kickstarter para ajudar a angariar fundos para a finalização da produção. O objetivo era arrecadar $ 3.000 (aproximadamente R$ 10.000), mas as pessoas gostaram tanto da ideia que eles conseguiram mais de $ 14.000 (quase R$ 46.000).

O filme completo será lançado nos próximos meses. Mas o trailer nós podemos conferir agora (e ficou encantador):

Gostaram?

Espetáculo que aborda de forma poética temas como HIV/AIDS e identidade de gênero
fica em cartaz até o dia 31/07 no Teatro Sérgio Cardoso

Escrito por Brad Fraser, a história gira em torno de um grupo de amigos onde estão Shannon e David. David (Fernando Benicchio) é um artista plástico bem-sucedido em crise que decide retomar a profissão de garçom, já Shannon (Ricardo Almeida) é uma transexual com HIV que sonha em sua cirurgia de redesignação sexual.

Junto com os dois, estão diversos personagens que norteiam a vida em uma cidade grande, retratando a busca constante por transformações que tragam um novo sentido para suas vidas, tão demarcada pela virtualidade, solidão e caos.

Com 1h50 de duração, a peça é indicada para maiores de 18 anos. Ela entra em cartaz no dia 22 e fica até o dia 31/07. Moradores da Bela Vista/SP pagam meia-entrada.

Ficha técnica:

Texto: Brad Fraser. Direção e adaptação: Jean Mendonça. Assistência de direção: Denise Dietrich. Fotografia: André Martins, Carol Miniquelli e Gil Teles. Trilha sonora: Bruno Heitor. Iluminação: Osvaldo Herrero e Rodrigo Schorts. Figurino: Ingrid Menon. Caracterização: Ricardo Almeida. Operação de legendas: Filipe Miller. Operação de som: Luciano Ribeiro. Operação de luz: João Riddle. Design gráfico: Vinícius Lima. Produção executiva e tradução: Fernando Benicchio. Assessoria e comunicação: Sevilha Comunicação. Tradução de texto original: Fernando Benicchio. Produção: Felipe Lima, Fernando Benicchio, Keila Ribeiro e Luiza Lio.

Serviço:

Peça Pobre Super-Homem – Avesso do Herói
De 22 à 31/07/2017
Local Teatro Sérgio Cardoso
Valores R$ 30 (meia-entrada, R$ 15).
Moradores da Bela Vista (com comprovante de endereço) pagam R$ 15.
Sábado – 19h
Segunda e domingo – 20h

A equipe Skokka : O ator, escritor e produtor Rafael Bolacha, as atrizes La Diva Croquete e Vallentini, e os promotores Fabiana e Diego.

Nossa 21ª Parada do Orgulho LGBT foi realmente incrível. O tema “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado Laico.”, discutido pela Associação da Parada LGBT de São Paulo (APOGLBT SP) junto com coletivos, ONGs LGBT e militantes independentes foi propagada por centenas de veículos de comunicação no Brasil e no mundo: levando a sociedade a uma grande reflexão.

O que não esperávamos é que, poucos dias antes, receberíamos um terceiro apoiador que ficou lado a lado de empresas parceiras como a Microsoft e a Accor Hotels. Sim, ela mesma, o Skokka!

Mas, se você não conhece, nós te apresentamos: Skokka é um site de relacionamento adulto que agrega todas as cores da nossa diversidade sexual: travestis, gays, lésbicas, casais, heterossexuais, enfim, um lugar onde todos são bem-vindos!

Presente em mais de 20 países, entre eles Holanda, Alemanha, Suiça, Itália, Colômbia e Peru, a rede Skokka tem milhares de pessoas cadastradas e o relacionamento adulto, focado em sexo, não se restringe a ele: você pode se cadastrar para buscar o amor da sua vida ou simplesmente fazer novos amigos.

Se você gostou, siga o Skokka nas redes sociais: Twitter, Facebook e Instagram.

E não esqueça de fazer seu cadastro aqui: https://br.skokka.com/

É normal que pessoas LGBT escutem um “É só uma fase” quando assumem para o mundo, ser quem realmente são. Com o passar o tempo, as pessoas percebem que aquilo que julgavam ser “uma fase” é, na verdade, muito mais que isso.

Este é o caso de Nick Cardello (54), e Kurt English (52). Acumulando 25 anos de relacionamento, eles se conheceram em 1992, e hoje, moram na Flórida.

Passar 25 anos ao lado de uma pessoa é viver uma vida inteira explorando o amor e a amizade, tendo um enorme significado para os envolvidos. Uma das maneiras que o casal encontrou para celebrar a data foi comparecendo à Parada do Orgulho LGBT de Washington, neste ano.

Na preparação da Parada, Nick contou ao Buzzfeed que começou a compartilhar fotos “mais carinhosas” do casal no Facebook. O que incluía uma foto antiga dele beijando Kurt durante a edição de 1993 da mesma Parada.

Segundo o casal, essa foto tem uma significado bem forte, porque ela foi “meio que uma segunda saída do armário” para eles. Pensando nisso, durante a edição de 2017 do evento, eles foram exatamente ao mesmo lugar, e recriaram a foto.

A ação viralizou em quase todas as plataformas online. Apesar de ter gostado do resultado, Cardello revelou que nunca imaginou que aquilo poderia impactar milhares de pessoas estranhas na internet e tomar as proporções que tomou.

De primeira, ele disse que ficaram assustados e felizes de presenciar suas vidas sendo celebradas daquele jeito. Eles perceberam que a foto tinha um significado muito mais profundo do que eles pensavam.
“Quando a gente começou a ler os comentários, percebemos o quanto aquela foto estava significando para as pessoas… foi bem comovente.”

Uma coisa que deixou os dois bastante surpreso, foi o envolvimento da juventude LGBT com a foto, e com o casal.

“O interessante de ver nas fotos são os comentários dos jovens. Eles não encontram muitas fotos de casais gays envelhecendo juntos”

Segundo Nick e Kurt, eles sentem que de alguma maneira, eles estão sendo exemplo e colaborando na criação da esperança de um futuro para jovens casais.

“Eles estão marcando os seus namorados dizendo que poderiam ser eles. Isso foi muito fofo.”

 

Uma das melhores maneiras de presenciar e salvar um acontecimento em nossa memória é registrando-a em foto ou vídeo. Ver o vídeo produzido por alguém é, na verdade, enxergar pelo olho de outra pessoa.

Por isso, sabendo que nem todas as pessoas tiveram a oportunidade de ir em nossa Parada do Orgulho LGBT, nós juntamos 07 vídeos produzidos por Youtubers, e que imprimem diferentes visões que irão, de certa forma, proporcionar a experiência da Parada à todos.

Confira:

– Canal Fábio Pastorello

 

– Canal Chá dos 5

 

– Canal DNA da Balada

 

– Canal Comprei um unicórnio

 

 

– Canal Leonardo Azevedo

 

– Canal Lilly&Bea

 

Canal das Bee

Premiação que homenageia ações dos direitos humanos
da população LGBT é uma das mais importantes no Brasil

Para homenagear e reconhecer ações sociais que contribuíram para o avanço dos direitos humanos da população LGBT, a Associação da Parada do Orgulho GLBT (APOGLBT) realiza a 17º edição do Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade. A atriz Leandra Leal e a trans Gretta Star são as mestres de cerimônia da premiação que acontece no dia 16 de junho na Academia Paulista de Letras, na capital paulista.

Ao todo são 19 categorias entre personalidades, entidades, autoridades políticas e ações culturais que contribuíram para o avanço dos direitos humanos da população LGBT em 2016/2017. As indicações dos premiados puderam ser feitas através do site da Associação (www.paradasp.org.br). A escolha foi feita pela diretoria da APOGLBT que avaliou a contribuição de cada um deles a comunidade LGBT.

A Premiação

O Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade surgiu com o objetivo de lembrar os fatos mais significativos no cenário político, social e cultural para a população LGBT, contribuindo na promoção dos Direitos Humanos. Reconhecendo a atuação dos premiados como sendo de alta representatividade na vida de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. É também um momento de divulgação e valorização das atividades que contribuíram com o movimento na consolidação do respeito à diversidade, bem como um estímulo às práticas socialmente responsáveis.

O troféu para a cerimônia foi desenhado e doado à APOGLBT pelo arquiteto e jornalista Duílio Ferronato, desde a primeira edição do Prêmio. Uma réplica estará disponível no dia do evento.

Premiados 2017

Categoria / Homenageado

Artes Cênicas:  Gisberta – Luis Lobianco
Cinema Internacional:  Moonlight – Sob a Luz do Luar
Cinema Nacional:  São Paulo em Hi-Fi e A Glória e A Graça
Direitos Humanos: Flávia Piovesan – Secretária Especial de Direitos Humanos
Documentário: Laerte-se  e Gaycation – Ellen Page
Educação: Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, E.E.Joaquim Luiz de Brito – Brito Sem Homofobia e Professor Luis Lima
Especial: Museu da Diversidade (5 anos de museu),  Museu de Berlim e livro Dois Pais, Sim! da autoria Vasco e Júnior
Esporte: Banda Alma celeste
Imprensa: Programa Fantástico – Reportagem sobre Crianças Trans
Internacional: Sara Ramirez.
Internet: Canal das Bee
Jovens: Candy Mel (Banda Uó)
Literatura:  Se eu fosse puta – Amara Moira
Memória: Elke Maravilha, Vitimas de Orlando, Dandara, Vítimas da Chechênia e Luis Ruas
Militância: Resistência Das Paradas – Campinas, Sorocaba, Rio de Janeiro
Música: Liniker
Publicidade:  SKOL – Campanha #RespeitoIsON (lançada no dia Internacional do Orgulho LGBT. Cerveja que se posicionou claramente a favor de LGBT’s e tem constantemente apoiado eventos para esse público) e Natura – Comercial Dia dos namorados
Trabalho:  OIT – Discute oportunidade de trabalho para o segmento LGBT
TV:  Novela Liberdade Liberdade

Serviço:

17º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade
– Dia 16 de Junho de 2017
– Horário: as 19h
– Local: Academia Paulista de Letras – Largo do Arouche, 324 – República
– Realização: APOGLBT
– Patrocínio: Skol, Uber e Doritos
– Apoio institucional: Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo,  ACGE – Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias
– Apoio: Accor Hotels
–Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1691770107789673

 

Release do patrocinador Uber:

A Uber acredita que todo mundo deve ter o direito de ser autêntico em sua individualidade, orientação sexual e identidade de gênero, e mais que isso, se sentir seguro e respeitado em qualquer ambiente. Pensando nisso, a Uber lança hoje uma ação direcionada aos mais de 50 mil motoristas parceiros no Brasil para conscientização e combate à homofobia. A ideia é criar um ambiente cada vez mais seguro e inclusivo para o público LGBTI nas viagens feitas pela plataforma Uber.

A primeira ação é o lançamento da Cartilha de Respeito LGBTI+, que pretende levar aos motoristas parceiros da Uber algumas das questões relacionadas ao público LGBTI, apresentando como lidar com situações do dia-a-dia de modo inclusivo e respeitoso, mantendo a plataforma da Uber livre de qualquer ato ou comentário discriminatório.

Além de uma versão on-line e do vídeo, cerca de 40.000 cópias da Cartilha serão distribuídas para os parceiros da Uber nos diversos postos de atendimento pelo Brasil ao longo do próximo mês. Junto com a Cartilha, a Uber disponibilizará adesivos “Carro livre de discriminação”, que parceiros poderão colar em seus carros. Serão feitas ainda sessões informativas nos centros de motorista da Uber para apresentar o conteúdo da Cartilha e criar uma oportunidade para debater estes temas.

Tão diversas quanto a própria Parada serão as atrações do Trio Uber neste domingo em São Paulo. Do pop ao sertanejo, do eletrônico ao Axé, a Uber promoverá um verdadeiro encontro colorido entre todas as tribos. Entre as atrações, a tradicional festa Chá da Alice, participações especiais das cantoras Anitta, Naiara Azevedo, Lorena Simpson e Márcia Freire (ex-Cheiro de Amor), além de uma atração musical surpresa. A Uber vai transportar a alegria para Avenida Paulista a partir do meio dia deste domingo, 18 de junho.


Gostou?

Confirme presença no evento oficial da Parada LGBT de São Paulo no Facebook:
https://www.facebook.com/events/105978123240834

Mostra de Cinema tem filmes Esteros, Mãe só há uma e Divinas Divas na sua programação

A Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, dentro da programação do Mês do Orgulho LGBT 2017, promove a Mostra de Cinema dia 12, 13 e 14 de Junho no Cine Belas Artes. Entre os filmes escolhidos para exibição gratuita estão Esteros, Os Invisíveis e Divinas Divas.

Segue a programação:

Dia 12 as 21h30
Exibição do filme: Esteros
Data de lançamento 8 de junho de 2017 (1h 17min)
Direção: Papu Curotto
Elenco: Ignacio Rogers, Esteban Masturini, Renata Calmon, Maria Merlino, Marcelo Subiotto, Pablo Cura e Felipe Titto
Gêneros: Drama, Romance
Nacionalidades: Argentina, Brasil
Sinopse: Matias e Jerônimo são dois grandes amigos de infância que cresceram juntos em Paso de los Libres, cidade folclórica na fronteira entre Brasil e Argentina. Durante a adolescência, a atração sexual inesperada entre os dois surge e o desejo floresce. No centro de preconceitos familiares, a história de amor entre eles é interrompida, mas, dez anos depois, eles se reencontram e têm uma nova chance.

Dia 13 as 21h30
Exibição do filme: Mãe só há uma
Data de lançamento 2016 (1h 22min)
Direção: Anna Muylaert
Elenco: atores desconhecidos
Gênero Drama
Nacionalidade Brasil
Sinopse: Após denúncia anônima, o adolescente Pierre é obrigado a fazer um teste de DNA. Ele descobre que foi roubado da maternidade e que a mulher que o criou não é sua mãe biológica. Após a revelação o garoto é obrigado a trocar de família, de nome, de casa, de escola, tudo isso em meio às descobertas da juventude.

Dia 14 as 21h30
Exibição do filme: Divinas Divas
Data de lançamento 22 de junho de 2017
Direção: Leandra Leal
Elenco: Miguel Falabella, Rogéria, Jane di Castro, Valéria, Brigitte de Búzios, Fujika de Holliday, Camile K. E Eloína.
Gênero: Documentário
Nacionalidade: Brasil
Sinopse: A história de Maurice, Monette, Lucien e Thérèse, que nasceram entre as duas guerras mundiais. Hoje, eles são idosos e homossexuais, mas, tirando essas características, não têm nada em comum. Através deles, o filme retrata um século de história da sociedade francesa.

Os ingressos gratuitos para assistir aos filmes serão distribuídos 30 minutos antes de cada exibição. Cheguem cedo! Sujeito a lotação da sala.

Serviço:

Mostra de Cinema do Mês do Orgulho LGBT 2017
Exibição dos filmes Esteros, Mãe só há uma e Divinas Divas
Dias 12, 13 e 14 com exibição de um dos filmes as 21h
Ingressos gratuitos. Retirar 30 minutos antes de cada exibição ((Sujeito a lotação da sala.)
Local: R. da Consolação, 2423 – Consolação, São Paulo – SP

 

A primeira edição dos Jogos da Diversidade de São Paulo acontecerá no dia 17/06, véspera da nossa Parada do Orgulho LGBT. O evento foi criado para celebrar a diversidade através de competições esportivas saudáveis entre os membros da comunidade LGBT, e é organizado pela APOGLBT e CDG Brasil – Comitê Desportivo LGBT.

Dentre as modalidades disponíveis estão: Bilhar, Carteado, Dança, Futebol Feminino, Futsal Masculino, Gaymada, Handebol, Natação e Voleibol, além de uma aula livre de Zumba.

Para participar, basta enviar sua inscrição através do site oficial. Existem duas possibilidades de inscrição: “Inscrição de equipes” para modalidades coletivas, e “Inscrição de atletas” para as individuais.

A participação é gratuita, mas no dia do evento, cada participante deve contribuir com 1 pacote de leite em pó (mínimo 400 gramas), que será doado para uma instituição de caridade.

Os jogos serão realizados no Complexo Desportivo do Ibirapuera. Mais informações no evento oficial.

Serviço:

Jogos da Diversidade                                                                                                                                                Dia: 17/06 (Sábado)                                                                                                                                               Hora: Das 08h às 20h                                                                                                                                             Endereço: Complexo Desportivo do Ibirapuera (Rua Abilio Soares, 1480 – São Paulo)
Website: http://www.timebrasil.lgbt/jogosdadiversidade