Conheça Bel Sá (PT), Candidata LGBTI+ Deputada Estadual

ELEIÇÕES 2018

Conheça as candidaturas LGBT por São Paulo nas eleições 2018

A Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, a ONG responsável pela maior Parada do Orgulho LGBT do mundo, dando continuidade ao tema da Parada LGBT 2018 “PODER PARA LGBTI+, NOSSO VOTO, NOSSA VOZ” traz para você eleitor e eleitora um Raio -X de quem são as pessoas LGBT candidatas a deputadas estaduais e federais pelo estado de São Paulo. O objetivo desta página Eleições 2018 é orientar a comunidade LGBTi+ da importância da escolha dos seus candidatos e candidatas para elegermos o maior número possível de representantes da nossa comunidade nesta eleição.

Se você é candidato ou candidata LGBTI+ e quiser ser divulgado nesta seção, entre em contato pelo e-mail paradasp@paradasp.org.br


Conheça Bel Sá (PT), Candidata LGBTI+ Deputada Estadual

Nome que consta no registro eleitoral
Bel Sá

Partido Político que está Filiado
PT – Candidata Deputada Estadual

Profissão:
Autonoma

Qual é o seu envolvimento com o movimento social LGBT?
Total. Sou militante do movimento LGBTI+ à mais de 25 anos!

O que já fez de concreto que tenha resultado em impacto positivo para a comunidade LGBT?
Participei de todas as Conferências LGBT´S onde foram discutidas propostas para a Comunidade LGBT que resultaram de alguma forma em politicas publicas que contribuíram para o combater à LGBTFobia. Como militante e atuante na Pauta LGBT no Partido do Trabalhadores ao qual represento, formulamos Leís e Programas de Governo no hâmbito , Municipal, Estadual e Nacional que quando implementados trouxeram mais dignidade a população LGBTI+ , além de buscar emendas parlamentares para ajudar em desenvolvimentos de Projetos que contribuíssem com a pauta.

Como você vai fazer para conseguir apoio de modo a ter maioria no parlamento e, desta forma, aprovar projetos pró LGBTI+?
Acredito que a articulação politica é a principal maneira de convencimento para se receber apoio. E é através desta articulação, que pretendo convencer companheirxs da minha legenda e de outros partidos a aprovarem projetos que dialoguem com a nossa Pauta.

Como pretende enfrentar as resistências que pode vir a ter na Casa Legislativa de bancadas conservadoras como a da Boi, Bala e da Bíblia?
Da mesma forma que tento convencer (e muitas vezes obtenho sucesso ), todos os dias pessoas que acham que tudo o que falamos é exagero. Não entendem que para além da violência que estamos sujeitxs a sofrer como qualquer outra pessoa, ainda carregamos em nós o estigma de sermos agredidos ou violentados em nossos direitos por conta da nossa orientação sexual e Identidade de Gênero.

Se eleita ou eleito, pretende ter quantos funcionários no gabinete? Como será as escolhas delas/deles? Qual vai ser o critério de escolha dessas pessoas?
O número permito por Lei. De preferência pessoas com comprometimento na pauta LGBTI+.

Como pretende usar os recursos do mandato?
De maneira coerente.

Qual vai ser sua primeira medida se eleita/eleito?
Apresentar Projeto de Leis que garantam Cidadania e Dignidade a População LGBTI+

Quais políticas LGBT pretende encampar? Como?
Todas que nos deem Cidadania e Dignidade. Apresentando Projetos que garantam essas politicas .

Com quais setores da sociedade e seus representantes pretende se aliar para conseguir maioria para aprovar leis que garantam os nossos direitos?
Movimentos Sociais, Centrais Sindicais e seus respectivos sindicatos, além da Sociedade Civil onde bem sabemos temos diversos parceirxs.

Qual sua posição em relação à reforma da previdência? Justifique.
Sou contra a forma como ela foi feita. Acredito que precisamos de mudanças, porém não da maneira como foi feita.

Qual seu posicionamento em relação à reforma trabalhista? Justifique.
Totalmente contra esta reforma, que retirou direitos conquistados com muita luta.

Qual a sua posição em relação a legalização de algumas drogas e do aborto? Justifique.
Sou a favor da liberação de algumas. Sou a favor da legalização do aborto , pois acredito que o mesmo é uma questão de saúde publica.

O acesso a armas de fogo deve ser controlado com maior rigor pelo Estado? Justifique.
Com certeza. As pessoas ainda não estão preparadas para terem armas de fogo em suas casas ou comercio.

O aborto deve ser tratado como crime? Justifique.
Não. Quem morre são as mulheres, pobres e negras da periferia em clinicas clandestinas e até mesmo por falta de socorro por conta da descriminalização, o que não acontece em bairros de maior poder aquisitivo.

A maioridade penal deve ser reduzida para 16 anos? Justifique.
Não. Temos que ter politicas publicas que incentivem a nossa juventude a não querer entrar para a vida do crime .

O consumo de maconha deve ser tratado como crime? Justifique.

Não. Quem tem que ser punido é o traficante.

Os professores devem ter total liberdade para expressarem suas ideias e opiniões em sala de aula (sem nenhuma limitação colocada pelo Estado ou pelas famílias)? Justifique.

Sim. Somente com a Educação poderemos garantir que nossos jovens não sejam Machistas, Racistas e LGBTfóbicos e os professores são peças fundamentais para que isso aconteça.

Você é a favor da pena de morte? Justifique.
Não. Porque defendo os Direitos Humanos , de qualquer pessoa. Independente de termos a Pena de Morte no País , já temos um extermínio dos nossos jovens na periferia.

Site/link com mais informações:
Não possui

Conheça outros candidatos/as aqui: http://paradasp.org.br/category/eleicoes-2018/

Se você é candidato ou candidata LGBTI+ e quiser ser divulgado nesta seção, entre em contato pelo e-mail paradasp@paradasp.org.br

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana, aqui