Conheça Professor Robson Salvador (PSOL), Candidato LGBTI+ Deputado Federal

ELEIÇÕES 2018

Conheça as candidaturas LGBT por São Paulo nas eleições 2018

A Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, a ONG responsável pela maior Parada do Orgulho LGBT do mundo, dando continuidade ao tema da Parada LGBT 2018 “PODER PARA LGBTI+, NOSSO VOTO, NOSSA VOZ” traz para você eleitor e eleitora um Raio -X de quem são as pessoas LGBT candidatas a deputadas estaduais e federais pelo estado de São Paulo. O objetivo desta página Eleições 2018 é orientar a comunidade LGBTi+ da importância da escolha dos seus candidatos e candidatas para elegermos o maior número possível de representantes da nossa comunidade nesta eleição.

Se você é candidato ou candidata LGBTI+ e quiser ser divulgado nesta seção, entre em contato pelo e-mail paradasp@paradasp.org.br


Conheça Professor Robson Salvador (PSOL), Candidato LGBTI+ Deputado Federal

Nome que consta no registro eleitoral
Professor Robson Salvador

Partido Político que está Filiado
PSOL – Candidato Deputado Federal

Profissão:
Professor

Qual é o seu envolvimento com o movimento social LGBT?
Sou filiado e coordenador municipal da Aliança Nacional LGBTI+

O que já fez de concreto que tenha resultado em impacto positivo para a comunidade LGBT?
Sou sócio fundador de uma ONG de teatro chamada Centro Cultural ArenArt de Artur Alvim que atende jovens em sua maioria LGBTI+

Como você vai fazer para conseguir apoio de modo a ter maioria no parlamento e, desta forma, aprovar projetos pró LGBTI+?
Criar rotina de publicações e compartilhamentos das propostas pró e contra a causa LGBTI+ para atingir a opinião pública..

Como pretende enfrentar as resistências que pode vir a ter na Casa Legislativa de bancadas conservadoras como a da Boi, Bala e da Bíblia?
Manter a firmeza dos posicionamentos independente das divergências.

Se eleita ou eleito, pretende ter quantos funcionários no gabinete? Como será as escolhas delas/deles? Qual vai ser o critério de escolha dessas pessoas?
Ainda não pensei em quantidade, mas tenho como principio a boa administração de recursos públicos. Como lido com a diversidade, o critério principal, além de competência, a inclusão de todas as letras LGBTI+.

Como pretende usar os recursos do mandato?
De forma ética e responsável, uma vez que trata-se de dinheiro público.

Qual vai ser sua primeira medida se eleita/eleito?
Buscar ampliar o conceito de família para que caiba toda a diversidade e dinâmica das famílias brasileiras, como as homoafetivas; tipificação e criminalização da homofobia; aplicação do Transcidadania de São Paulo para todo o pais e demais propostas pela Aliança Nacional LGBTI+.

Quais políticas LGBT pretende encampar? Como?
Buscar ampliar o conceito de família para que caiba toda a diversidade e dinâmica das famílias brasileiras, como as homoafetivas; tipificação e criminalização da homofobia; aplicação do Transcidadania de São Paulo para todo o pais e demais propostas pela Aliança Nacional LGBTI+.

Com quais setores da sociedade e seus representantes pretende se aliar para conseguir maioria para aprovar leis que garantam os nossos direitos?
Unificação com pautas

Qual sua posição em relação à reforma da previdência? Justifique.
Contra a reforma proposta pois ela atinge apenas a população mais necessitada. O ideal de uma reforma coerente seria incluir militares e políticos, impedir acúmulo e colocar teto.

Qual seu posicionamento em relação à reforma trabalhista? Justifique.
Contra a reforma trabalhista que retirou direitos básicos do trabalhador em defesa de empresários.

Qual a sua posição em relação a legalização de algumas drogas e do aborto? Justifique.
Sou favorável a regulamentação da maconha e do aborto. A maconha é consumida abertamente e conseguida com facilidade, além da polícia nem mais atuar sobre seu consumo. A regulamentação dela tiraria o poder do tráfico e garantiria qualidade e impostos como demais drogas lícitas. Em relação ao abordo, ele também já é liberado, mas para quem tem condições de pagar boas clínicas. Só é criminalizado para a mulher pobre, negra e da periferia.

O acesso a armas de fogo deve ser controlado com maior rigor pelo Estado? Justifique.
Sou contra o porte de arma, assim como a pena de morte. Armas devem ser utilizada contra um inimigo externo e apenas em caso de guerra.

O aborto deve ser tratado como crime? Justifique.
O aborto não deve ser tratado como crime. Justificado na questão sobre drogas e aborto.

A maioridade penal deve ser reduzida para 16 anos? Justifique.
A maioridade penal não deve ser reduzida. A política de redução da maioridade penal vai de encontro ao encarceramento em massa da população negra e pobre. O sistema prisional mal dá conta do volume atual, quem dirá acrecendo menores de 18 anos. Enquanto entendermos que o foco é paliativo, não preventivo através de educação, cada vez mais teremos indivíduos superlotando penitenciárias.

O consumo de maconha deve ser tratado como crime? Justifique.
O consumo de maconha não deve ser tratado como crime. Justificado na questão sobre drogas e aborto.

Os professores devem ter total liberdade para expressarem suas ideias e opiniões em sala de aula (sem nenhuma limitação colocada pelo Estado ou pelas famílias)? Justifique.
Os professores devem ter a liberdade de expressão e fomentação do pensamento crítico e criativo. A educação não deve ter correntes ou mordaças. Quem pensa o contrário certamente teme uma sociedade mais coerente, o que colocaria em risco seus privilégios.

Você é a favor da pena de morte? Justifique.
Sou contra a pena de morte. É uma medida inegociável, por pior que seja o crime ou o indivíduo, ninguém tem o direito de dar fim a vida de ninguém.

Site/link com mais informações:
www.robsonpsol.com.br

Conheça outros candidatos/as aqui: http://paradasp.org.br/category/eleicoes-2018/

Se você é candidato ou candidata LGBTI+ e quiser ser divulgado nesta seção, entre em contato pelo e-mail paradasp@paradasp.org.br

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana, aqui