Deputado Fábio Felix (PSOL) protocolou representação contra fala homofóbica do presidente Jair Bolsonaro

Nesta segunda-feira o deputado Fábio Felix (PSOL) protocolou representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por discriminar LGBTs.

Segundo Felix, que é gay, Bolsonaro cometeu crime ao dizer que um jornalista tem “cara de homossexual terrível”.

No documento, o parlamentar diz “Ora, observando as frases no contexto em que foram ditas, de ataque frontal ao repórter que desempenhava sua função, é possível extrair o caráter discriminatório e preconceituoso expressado pelo presidente da República”.

O fato aconteceu na semana passada, quando o presidente – durante uma coletiva para a imprensa – se irritou com as perguntas sobre a investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro sobre a investigação da possível corrupção do seu filho, Flávio Bolsonaro.

“Você tem uma cara de homossexual terrível, nem por isso eu te acuso de ser homossexual. Se bem que não é crime ser homossexual”, disse Bolsonaro. Confira no vídeo:


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Nosso evento no Facebook para 2020 foi criado: ParadaSP 2020
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é o jornalista (MTB 80753/SP) responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Para a página de Imprensa, aqui. Contato com a Diretoria da ONG, aqui. Seja um Associado/a, aqui