#DiaDoProfessor: Grupo no Facebook tem mais de 1.400 professores LGBTs, participe!

Sabe qual a maior arma contra o preconceito, a ignorância, a homofobia ou LGBTfobia? A educação! Sim, educar, mostrar que a diversidade humana existe e é tão saudável quanto a vida humana. Por isso a importância em educar, em ser professor ou professora neste país onde o atual governo ignora minorias e desrespeita essa diversidade.

Hoje, dia 15 de Outubro, é comemorado o Dia do Professor. A data, decretada em 1827 por Dom Pedro I, diz que “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados.

E, entre diversos professores que amam a sua profissão, nós encontramos no Facebook uma comunidade de Professores e Professoras LGBTs contra a Homofobia. Sim, o grupo na rede social azul conta, neste momento, com 1406 membros e tem como administradores Tarcísio Ramos, Thais Stella e Katia Kouzelis.

O link do grupo para que mais professores/as possam participar é:

https://web.facebook.com/groups/839803659384678

Entre as postagens estão assuntos diversos relacionados a comunidade LGBT: educação, literatura, militância, empoderamento, compartilhamento de notícias, sorteios, enquetes, eventos, saúde e, claro, discussões sobre aulas e amizades virtuais.

Gostou?

Então participe e ajude compartilhando. Quanto mais união, melhor.

Feliz Dia dos Professores e Professoras!


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, life coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana? Clique aqui.