Drag Contest: arte e militância em perfeita harmonia!

Existem muitos trabalhos de qualidade voltados para a cultura e militância LGBT sendo produzidos em São Paulo. Um deles é o Drag Contest, evento que reúne grandes personalidades LGBTs em um gostoso concurso de Drag Queens.

Realizado há 9 anos pelo CCJ Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (Vila Nova Cachoeirinha), o evento conta com o apoio da Secretaria de Cultura e Prefeitura de São Paulo e esta sendo organizado nos últimos anos pelo diretor artístico Claudinei Hidalgo, com produção de Diego Oliveira e Adalberto Ladislau, apresentação da Drag Tchaka e sua assistente de palco, a Drag Queen Sabrina Aprendiz de Feiticeira.

Entre os jurados deste ano, estiveram Jal Vieira, do projeto Auqeenda, Pyetrah Hass, a Rainha da Virada 2016, a ganhadora da primeira edição do Academia de Drags Gisele Papovick, a travesti Luana, uma das representantes do Grupo Valéria e a travesti Luiza Marilac, com seus “bons drinks”.

Em conversa com nossa redação, Claudinei Hidalgo disse que o principal foco do projeto são os workshops e palestras passados aos candidatos: temas importantíssimos ligados a saúde, legislação e arte.

Após um saudável empate, neste ano, a ganhadora foi Morgana Striker. Confira o vídeo dos melhores momentos em 2016:

Para participar do Drag Contest 2017, Hidalgo disse que a data ainda não foi marcada, mas que todxs xs interessadxs podem curtir a página do CCJ por meio deste link:

https://www.facebook.com/Centro-Cultural-da-Juventude-Ruth-Cardoso-149676065087416

Assim que abrirem vagas, a nota será divulgada na página deles.


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana, aqui