Eduardo Bolsonaro tenta ridicularizar a sigla LGBT nas redes sociais.

Neste domingo (13), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) publicou em seu Twitter uma foto vestindo uma camiseta onde na estampa está a sigla LGBT deturpada.

“O conceito de LGBT foi atualizado com sucesso por uma equatoriana que mora na Argentina e me deu essa camisa aqui no Brasil. Curtiram?”, escreveu ele junto com a foto.

Na camisa, as letras estão com seus significados trocados em inglês: L= Liberty (Liberdade); G= Guns (Armas); B= Bolsonaro; T= Trump. E não Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros, que é o correto.

Confira:

Obsessão da família Bolsonaro, em sempre atacar a comunidade LGBT, estratégia usada inclusive por alguns pastores evangélicos para causar polêmicas e atrair mais mídia, o deputado foi muito criticado por diversas pessoas e já foram criados até memes sobre sua atitude infantil e desrespeitosa. Aliás, nada diplomática.

Confira alguns dos memes:

Ou este daqui, com a letra Q de Queiroz:

Ou este daqui

A parte boa é que, quanto mais eles ridicularizam pequenos grupos, mais a sociedade vê que não há diplomacia, não há esperança alguma para a igualdade, respeito e evolução humana.

Quem perde?

Todos nós..


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Nosso evento no Facebook para 2020 foi criado: ParadaSP 2020
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é o jornalista (MTB 80753/SP) responsável pela assessoria de imprensa e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Para a página de Imprensa, aqui. Contato com a Diretoria da ONG, aqui. Seja um Associado/a, aqui