Espetáculo teatral BRUTA FLOR ganha nova montagem em São Paulo em 2018




Também nosso Twtiter e Facebook

BRUTA FLOR, espetáculo teatral com temática LGBT de Sucesso de Público e Crítica em 2016 e 2017, ganha nova montagem em 2018 e tem na sua nova formação: André Pottes, Fernando Zilli e Carol Marra (Atriz Convidada) em Maio e Junho em São Paulo no Teatro União Cultural.

Bruta Flor tem texto de Vitor de Oliveira e Carlos Fernando de Barros, com adaptação e direção de Márcio Rosario. O espetáculo tem trilha sonora montada por Cida Moreira e já foi visto mais de dez mil pessoas. “Mesmo sem leis de incentivo, continuamos a fazer nosso trabalho com a grande parceria de apoiadores culturais, e estamos felizes de poder voltar em nossa sexta temporada com força total tendo o público como nosso maior aliado”, comenta o produtor executivo Daniel Chiarelli.

“O texto foi uma encomenda que fiz aos autores em 2016, onde iria apenas dirigir o espetáculo, pois achei que estava na hora de abordar alguns temas delicados que muita gente prefere fazer vista grossa e não abordar, como a Bissexualidade, Preconceito, Homofobia e Violência Doméstica e em 30 dias os autores vieram com esse texto  que faz refletir e que tenho orgulho de ter iniciado essa jornada”, comenta Marcio Rosario.

Nessa nova montagem, temos um elenco diversificado, corajoso e que trazem suas histórias pessoais como referências para ajudar a contar nossa narrativa com mais propriedade e ter a Carol Marra no elenco, traz um sonho em realidade. Carol tem a coragem de sua vida pessoal de ser uma atriz transgênero dando um toque de personalidade a Simone, sua personagem que em BRUTA FLOR, vive um mulher onde sofre de violência doméstica dentro de um relacionamento abusivo de um marido que não se aceita na sua condição de bissexual e que muda drasticamente o convívio matrimonial com o tempo durante sua gravidez.

“Minha abordagem está mais profunda e visceral e há uma dose de espiritualidade, humor, erotismo e nudez. Mesmo com receio do que as pessoas poderiam achar quando recebi o texto em 2016, pois sentia que o Brasil estava ficando muito mais careta e não podíamos falar sobre nada que não fosse do gosto unânime de todos, continuei na busca de patrocínio e apoiadores culturais, Nesses 2 anos de guerrilha teatral, buscamos mais de 215 empresas e  tivemos corajosas 40 empresas que acreditaram no projeto entrando como apoiadores culturais fazendo que conseguíssemos estrear nosso espetáculo orçado em R$ 135.000,00 mil reais, com isso mais de 60% do custo foi colocado pelo nosso bolso e logo depois de nossa estreia em 2016, tive certeza que Bruta Flor era a peça que eu queria ter dirigido e pela receptividade do público de mais de 10 mil pessoas, nesses 11 meses de temporada, acredito que estamos fazendo uma diferença”, pontua Marcio Rosario que comanda a produtora realizadora, a Três Tons Visuais.

A dramaturgia de Vitor de Oliveira e Carlos Fernando Barros aborda o relacionamento de dois homens, Lucas e Miguel, que se encontram presos em um lugar desconhecido e que começam a relembrar a trajetória deles, a relação vai ganhando contornos dramáticos, envolvendo a aceitação da homossexualidade de um deles, com um final surpreendente e emocionante, Bruta Flor tem emocionado plateia de diferentes idades durante sua trajetória.

Um pouco da trajetória do nosso elenco masculino:

André Pottes que faz o personagem Lucas onde vive um triângulo amoroso com sua esposa, Simone, e seu amigo de infância, Miguel. Lucas é bastante preconceituoso e conflitante, agressivo, não foi ambicioso a ponto de investir em uma profissão e acaba virando vigia noturno. Quando reencontra Miguel e eles iniciam um caso extraconjugal, Simone passa a ser maltratada e desprezada por ele (mesmo estando grávida de um filho que ele sempre sonhou). Há muitos embates entre Lucas e Miguel, por terem diferentes opiniões e aceitações sobre suas orientações sexuais. Lucas, mesmo estando ao lado de Miguel, não se aceita como gay e ainda julga quem é.

Fernando Zilli interpreta Miguel, é amigo de Lucas, e já na adolescência descobre sua homossexualidade. Durante o acampamento, ele instiga Lucas até que acabam tendo sua primeira relação sexual. Após o ocorrido, eles tomam rumos diferentes na vida. Miguel recebe uma bolsa para estudar em Londres e volta, 12 anos depois, como executivo de uma multinacional inglesa, que decide expandir seus negócios para o Brasil. Devido ao reencontro entre eles, o sentimento forte da adolescência vem à tona e inicia-se uma história, mas Miguel sabe o papel dele nesta relação. Miguel é um personagem descontraído, leve, muito seguro de si e preocupa-se com Lucas.

SERVIÇO

Estreia dia 23 de Maio – 21 horas – Temporada:
Maio – Quartas e Quintas – 21 horas / Junho – Quartas – 21 horas
Local: Teatro da União Cultural
Endereço: Rua Mário Amaral, 209 – Jardins – São Paulo – 04001-001 (600 metros do Metrô Brigadeiro)
Telefone: (11) 2148-2923 Censura: 16 anos – Cenas de Sexo, Nudez e Violência Doméstic
Temática: LGBT
Ingressos a venda na bilheteria do Teatro:
70,00 (inteira) e 35,00 (meia entrada).
30,00 (Classe Teatral com Comprovante).
20,00 (ONGS com venda minima de 10 ingressos).

FICHA TÉCNICA GERAL DE BRUTA FLOR

Texto de Vitor de Oliveira e Carlos Fernando Barros

Adaptação e Direção Geral: Marcio Rosario
Com André Pottes – Fernando Zilli – Carol Marra (Atriz Convidada)

Cenografia e Figurinos: Maureen Miranda e Reinaldo Patrício
Trilha Sonora: Cida Moreira
Efeitos Sonoros: Pedro Lemos
Iluminação : Gabriel Greghi

Diretor Assistente: Helena Vila Verde

Estagiário de Direção: José Porttinari
Programação Visual: André Pottes
Fotos: Victor Iemini
Operador de Luz: Gabriel Greghi
Sonoplastia: Isabella Porto
Camareira/Contra-Regragem: Cristina Santos
Direção de Cena: Ingrid Oliveira
Assessoria de Imprensa: Leandro Lel Lima
Assessoria VIP: Zezzo Fonseca
Mídias Sociais: Três Tons Visuais
Administração e Produção Executiva: Daniel Chiarelli
Direção de Produção: Marcio Rosario
Realização e Captação de Recursos: Três Tons Visuais
Redes Sociais: Gustavo Braun
Facebook: brutaflorteatro
Instagram: @brutaflorteatro

Sobre o Elenco:

Carol Marra é formada em jornalismo e artes cênicas. Trabalhou como repórter e produtora de moda. E nos bastidores da Fashion Week, foi descoberta pelo editor da revista Vogue RG e iniciou a trajetória como modelo. Assim, quebrou barreiras no mundo fashion: foi a primeira modelo transgênera nas passarelas do Minas Trend Preview (terceira maior semana de moda no calendário brasileiro) e, em seguida, destaque de desfiles no Fashion Rio e São Paulo Fashion Week. Também foi a primeira transex a estampar um editorial na revista L´Officiel, bem como a primeira a estrelar a capa da revista Trip. Histórica por sua ousadia, a publicação teve recorde de vendas. E agora, Carol é o novo rosto da campanha mundial da vodka Absolut.

André Pottes, ator e cantor participou dos espetáculos: Relaxa que é Sexo, A Pequena Sereia, O Homem de la Mancha, Como Terminar Seu Roteiro Sem Fazer Esforço, Terra Dourada, Rocky Horror Show, A Kate me Quis, Big Broadway Brasil – inspirado em Kiss me Kate e ShowBoat, O Homem da Poltrona e a [ÓPERA] A Bela e Fiel Ariadne foram alguns dos trabalhos recentes realizados por ele.

Fernando Zilli é ator formado pela Escola de Atores Wolf Maya – RJ. Desde os 19 anos trabalha como modelo internacional (Ásia -Coreia, Singapura, Indonésia – e Milão). Recentemente atuou na montagem infanto-juvenil “Romeu e Julieta” no Teatro Cândido Mendes – RJ. Atualmente está em cartaz com a comédia musical “Relaxa que é Sexo”, dirigido por Wolf Maya.

Biografia do Diretor e Produtor Marcio Rosario:

Aos 12 anos estreou no cinema no filme O Amor Uniu Dois Corações dirigido por Wilson Rodrigues. Em 1982 participou da Oficina Teatral da Baixada Santista de onde teve sua estreia profissional em Teatro no Musical Infantil Flicts, de Ziraldo, dirigido por Tanah Corrêa por onde 3 anos viajou por várias cidades brasileiras em sua primeira turnê nacional.

Depois disso trabalho com os diretores: William Pereira na montagem de “O Burguês Fidalgo”, Wolf Maya em “Splish Splash” e Gugu Olimecha na “Comédia dos Sexos”, entre outros.

Em 1989, o ator se mudou para os Estados Unidos para estudar na Academia de interpretação Stella Adler e depois seguiu para a renomada American Film Institute onde se formou com Produtor Executivo em Cinema e Televisão.

Com 21 anos trabalhou com o aclamado diretor romeno Pouran Deherrkian no filme Bitterland. Após esse projeto o ator foi convidado pelo diretor japonês Takashi Miike, nomeado pela Time como um dos 10 melhores fora do circuito hollywoodiano, para se juntar ao casting de The City Of The Lost Souls. Além desses trabalhos Marcio também foi contratado pela diretora mexicana Jackie Torres para o filme El Precio Del Norte (The Price of the North).

Marcio também participou de grandes produções internacionais: Os Mercenários , Efeito Colateral, O Escorpião Rei, Além da Linha Vermelha, Clube da Luta e A Filha do General. No cinema nacional: Rio Eu Te Amo, no segmento “Texas” dirigido pelo aclamado diretor Guillermo Arriaga e em 2017 fez uns dos personagens centrais de “Deserto” filme dirigido pelo ator Guilherme Weber.

Na TV americana, participou durante 2 anos da “soap opera”, novela da NBC – Days Of Our Lives, no papel do oficial Santos. Em 2005 foi convidado a retornar ao Brasil para participar da novela Belíssima, de autoria de Silvio De Abreu na TV GLOBO. Desde então participou de inúmeros projetos na Rede Globo como Flor do Caribe, Cheias de Charme, Araguaia, O Profeta, Pé na Jaca, Cobras e Lagartos, Sol Nascente, Malhação, Dupla Identidade, Supermax e recentemente fez o personagem “Bazunga” que cativou o público infantil em I LOVE Paraisópolis, na TV GLOBO.

Na Beverly Hills Playhouse, em Los Angeles estudou durante três anos e se formou em Meisner, umas das técnicas de interpretação mais renomadas nos Estados Unidos.

Tem um vasto currículo como produtor onde tem 12 prêmios nacionais e internacionais pela sua produtora, a Três Tons Visuais com os curtas metragens: Flerte, Vazio, Sinal e Viver Outra Vez. Atualmente desenvolve com a Afinal Filmes os filmes de longa metragens: Santa Conexão, Ma Adolescência, Cinco Contra Um, Syndrome e o Mundo Mágico de Harmonia.


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP) e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG responsável pela maior Parada LGBT do mundo. Mais informações sobre Viana, aqui.


Deixe uma resposta

1 × 5 =