Estudantes da UFG recebem prêmio por desenvolver lingerie para transexuais

Projeto acadêmico chamado “Siamesas” produzirá roupa íntima para a população trans

Arthur Resende, 22 anos, e Carlos Augusto Ferreira, 24 anos, são estudantes de Design de Moda da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás (FAV/UFG) e desenvolveram o Projeto Siamesas, onde a ideia é produzir roupas íntimas para a população trans (transexuais e travestis). A ideia deu tão certo que eles foram premiados na 5ª Olimpíada de Empreendedorismo Universitário.

Ao site MaisGoiás, Carlos conta que projeto surgiu através de uma atividade dentro da própria faculdade. “Deveríamos resolver um problema de moda relacionada a gênero, então resolvemos trabalhar com trans e travestis. Conversamos com algumas conhecidas e praticamente todas foram unanimes em falar da dificuldade relacionada à roupa íntima”, esclareceu o jovem.

Os amigos disseram ainda que o projeto não sofreu nenhum tipo de preconceito. Em todos os lugares que o projeto foi apresentado, todas as pessoas demonstraram interesse e simpatia.

Embora os dois estejam ainda concluindo os últimos ajustes, eles pretendem lançar a primeira linha de lingerie oficialmente para o mercado. A ideia é lançar diversos produtos de moda intima para este público o mais breve possível.

A quinta edição da Olimpíada de Empreendedorismo Universitário foi realizado no final de 2018 e distribuiu R$ 20 mil em prêmios. O Projeto Siamesas foi premiado na categoria Negócios.

 

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Nosso evento no Facebook para 2020 foi criado: ParadaSP 2020
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é o jornalista (MTB 80753/SP) responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Para a página de Imprensa, aqui. Contato com a Diretoria da ONG, aqui. Seja um Associado/a, aqui