Exposição traz a arte dos orixás, do artista Miguel Ângelo, a São Paulo




Também nosso Twtiter e Facebook

Com o objetivo de promover o reconhecimento, a valorização das religiões de matriz africana, a preservação e difusão da arte, da história e da memória cultural brasileira, tendo como referência a presença dos Orixás e o sincretismo no Brasil, o artista plástico Miguel Ângelo organiza a partir do dia 30 de julho a exposição Orixas – Sincretismo do Nosso Brasil, na Estação Cultura, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, São Paulo – SP

A mostra conta com peças exclusivas, assinadas pelo artista plástico Miguel Ângelo, que retrata de forma lúdica, inspiradora, criativa, por meio de suas obras, adereços e imagens, referências na religiosidade das nações africanas, todo seu vasto, exótico e rico fundamento.

Segundo o artista, as religiões de matriz africana foram incorporadas à cultura brasileira há muito, quando os primeiros escravizados desembarcaram no Brasil e encontraram em sua fé e religiosidade uma forma de preservar suas tradições, seus idiomas nativos, conhecimentos e valores trazidos da grande “mãe” África. “Assim, tais religiões – apesar de sua influência e importância na construção de nossa cultura nacional – também foram muito perseguidas e em determinados momentos da história, até proibidas. Já em nossa atualidade, os ataques mais expressivos às religiões de matriz africana vêm das chamadas religiões ‘neopentecostais’, que comumente as rotulam de ‘culto aos demônios’, ‘crendices’ e ‘feitiçarias’. Isso tudo, gera uma ignorância com relação a essas culturas e cria um ambiente de hostilidade, proporcionando sofrimento aos praticantes e a todos aqueles que fazem parte da população negra, que têm o seu direito de pertença e identidade racial muitas vezes negado em função do racismo (muitas vezes “maquiado”)”, diz.

Na visão de Miguel Ângelo, a mostra indica que a criatividade pode ser plena; que o domínio de diversas técnicas pode transformar elementos simples em grandes obras, tendo o Candomblé / Umbanda como principais fontes de inspiração.

Serviço:

Exposição: Orixás – Sincretismo do Nosso Brasil
Artista: Miguel Ângelo
Local: Estação Cultura, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo – Rua Mauá, 51 – Térreo – Luz – São Paulo – SP
Data: 30 de julho 2018 / 31 de agosto 2018.

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG responsável pela maior Parada LGBT do mundo. Mais informações sobre Viana, aqui.


Um comentário sobre “Exposição traz a arte dos orixás, do artista Miguel Ângelo, a São Paulo”

  1. Mesmo antes de visitar a exposição, quero parabenizar o artista Miguel Angelo pela
    coragem em abordar a cultura afro-brasileira em tempos tão conturbados pela ignorância e preconceitos ás religiões de matriz- africanas! Mesmo sabendo que o estado brasileiro seja laico, há preconceitos de todas as formas!Parabéns! Estou ansioso para visitar a exposição!
    Axé!!!

Deixe uma resposta

sete + nove =