Filme “Hebe – A Estrela do Brasil” tem cenas onde ela defende LGBTs

Estreou ontem (26/09) o filme Hebe – A Estrela do Brasil, com direção de Maurício Farias, roteiro de Carolina Kotscho e produzido pelas produtoras Hebe Forever, Labrador Filmes, 20th Century Fox e Globo Filmes.

Com Andréa Beltrão representando Hebe Camargo, o filme retrata toda a sua trajetória na TV:  Ao completar 40 anos de profissão, perto de chegar aos 60 anos de vida, Hebe está madura e já não aceita ser apenas um produto que vende bem na tela da TV. Mais do que isso, já não suporta ser uma mulher submissa ao marido, ao salário, ao governo e aos costumes vigentes. Durante o período de abertura política do país, na transição da ditadura militar para a democracia, Hebe aceita correr o risco de perder tudo que conquistou na vida e dá um basta: quer o direito de ser ela mesma na frente das câmeras dona de sua voz e única autora de sua própria história.

E não apenas isso. No filme Hebe – A Estrela do Brasil, há cenas em que a diva defende pessoas LGBTs na frente das câmeras. Como o trecho abaixo:

E não apenas no filme. Quem acompanhou a vida de Hebe Camargo sabe que ela sempre foi defensora dos LGBTs em qualquer lugar, não apenas em seu programa. Como foi o caso de sua participação no Roda Viva em 1987:

Em entrevista para o TerraTV, Andréa Beltrão disse que seu diretor foi bem tranquilo quanto a representação de Hebe Camargo por ela. Segundo ela, o diretor deixou bem claro que ela e ninguém jamais conseguiria representar fielmente a Hebe, pois ela era única. Ela precisava, sim, construir sua própria Hebe Camargo, contando a história da Diva sem imitá-la totalmente. E Andréa conseguiu achar o meio termo. Nem parecido com ela, nem com a Hebe, mas como se fosse uma terceira Hebe neste novo filme.

Mas, obviamente, representando todas as características dessa diva da televisão brasileira. Artistas e sociedade em geral precisam aprender, e muito, com Hebe Camargo como pessoa e especialmente em como respeitar as pessoas LGBTs.

Hebe – A Estrela do Brasil.


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, life coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana? Clique aqui.