"Gays tem o que merecem!" – Pastor que condenou vítimas de Orlando é preso por pedofilia na Geórgia

Não é a primeira e nem será última vez que acontece algo parecido: um pastor homofóbico é preso por pedofilia. Claro que, nem todos os pastores – ou religiosos em geral – são homofóbicos ou pedófilos. Muitos deles respeitam e entendem a diversidade humana. Mas quando alguém luta ferozmente contra a homossexualidade, que nada mais é que uma vertente saudável da sexualidade humana, alguma coisa tá errada.

Foi isso que aconteceu com o pastor Ken Adkins (foto acima), da Geórgia, condenado por molestar crianças. O mesmo pastor que, meses atrás, disse que “Os gays tem o que merecem!” quando um atirador matou 49 pessoas – a maioria LGBT – em Orlando na Boate Pulse.

Segundo o Daily Beast, os casos de abuso infantil aconteceram em 2010, dentro da igreja, no veículo do pastor e também na casa das vítimas. Kenneth Glough, seu advogado, disse que as acusações são antigas e ele acredita que seu cliente será exonerado. “Não sei porque estão desenterrando isso agora”, disse ele a imprensa americana.


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana, aqui