GPA assina compromisso pela promoção dos direitos LGBTs de seus colaboradores

O grupo varejista GPA, controlador de bandeiras como Assaí, Casas Bahia, Extra e Pão de Açúcar, entre outras, aderiu ao Fórum de Empresas e Direito LGBT. A assinatura foi realizada durante o evento Diálogos de Diversidade GPA, que abriu a Semana de Diversidade da companhia e contou com a participação de Jorgete Leite Lemos, diretora de Diversidade da ABRH-Brasil.

O presidente do GPA, Ronaldo Iabrudi assinou a carta de adesão 10 Compromissos da Empresa com os Direitos LGBT com o objetivo de garantir igualdade de tratamento entre os colaboradores, independentemente de orientação sexual, identidade sexual ou gênero, além de capacitá-los sobre os diversos aspectos relacionados a esse público.

“Nosso desafio é muito maior que a assinatura do pacto, é criar um ambiente onde nossos colaboradores possam se expressar. Temos um quadro de mais de 130 mil colaboradores, e mais de 10 mil fornecedores. Por isso, temos um enorme potencial para influenciar positivamente”, disse Iabrudi.

Reinaldo Bulgarelli, secretário executivo do Fórum de Empresas e Direitos LGBT, afirmou que, por ser um dos maiores empregadores do país, a adesão do GPA é de extrema importância.

“O GPA possui práticas muito interessantes, é uma referência no tema, irá se beneficiar ao fazer parte do movimento, mas também irá enriquecer os aprendizados do conjunto de empresas signatárias”, salientou.

Para Laura Pires, diretora de Sustentabilidade do GPA, a expansão dos negócios está estreitamente vinculada à diversidade de seu público interno, que conta com pessoas de diferentes idades, gêneros, raças, orientação sexual e tipos de deficiência.

“Para nós, essa diversidade é um dos ativos mais importantes. Um ambiente diverso potencializa competências e possibilita visões diferentes, que contribuem para o desenvolvimento dos nossos colaboradores e para o crescimento e expansão dos nossos negócios”, afirmou.

Há mais de dois anos, o Grupo GPA lançou a carta de compromisso de diversidade com o objetivo reforçar seu compromisso com a promoção da diversidade e inclusão, além de combate a qualquer tipo de discriminação. A partir de então, a empresa atua mais fortemente para garantir a contratação de perfis diferentes, promovendo o princípio de igualdade profissional em todos os níveis e em todos os processos da companhia.

Para Fabrício Viana, jornalista e organizador do projeto Educando Para Diversidade, “Escolas, empresas e diversos grupos de trabalho estão, cada vez mais, investindo na inclusão de pessoas LGBTs, sendo por meio de cursos, palestras internas ou focando-se em seus direitos como colaboradores. É um avanço. E que cada vez mais empresas e escolas façam isso: afinal, colaboradores felizes produzem muito mais!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × três =

Pin It on Pinterest