Homem invade bar, agride clientes, drag queens e tenta matar dona do local

Foto/Reprodução: Me Salte

O caso aconteceu neste domingo, 1/12, no Espaço Cultural Caras & Bocas localizado em Salvador/BA. Um homem, identificado como E.O.L.M. invadiu o bar frequentado pelo público LGBTQ+ agredindo clientes, artistas e ainda tentou matar a dona do estabelecimento.

De acordo com o site Me Salte, o autor estava querendo causar problemas, é conhecido na cidade por ser uma pessoa problemática e que costuma ter comportamentos agressivos na região, especialmente em lugares frequentados por pessoas LGBTQ+.

No relato, a situação agressiva já iniciou no ônibus antes dele entrar no bar. Lá, ele destruiu uma parte do coletivo e, ao descer, gritou para todos escutarem “Matar os gays”!”

“Ele entrou sereno e segurava um saco quando, do nada, começou a gritar, dizendo que ia matar os gays e olhou pra mim e disse:’você é viado e vai morrer’. Do nada, tirou um paralelepípedo do saco e jogou contra uma das janelas do ônibus que quebrou. Os estilhaços atingiram o meu rosto”, relatou uma testemunha ao Me Salte.

Ao chegar no Espaço Cultural Caras & Bocas, “Ele quebrou garrafas e queria furar a gente. Dizia que só sairia com a chegada do deputado estadual Isidório”, disse a drag queen Valerie O’rarah, que se apresentava no momento do ataque e que também foi agredida.

O crime foi registrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil e será encaminhado para a 1ª Delegacia de Salvador.

Segundo a polícia, o jovem confessou fazer uso de drogas ilícitas e ainda misturou com medicamentos controlados. Ainda de acordo com o portal, o bar já sofreu outros ataques LGBTfóbicos onde, em um deles, foram jogados três sacos de pedras de gelo no telhado.

A Secretaria de Justiça, Direitos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) publicou uma nota:

“A Secretaria de Justiça, Direitos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) repudia a ocorrência de mais um episódio marcado por violência e LGBTfobia em Salvador. Na madrugada deste domingo, 01/12, artistas e outras pessoas foram agredidas durante invasão do Espaço Caras & Bocas, situado numa região histórica da vida cultural noturna do público LGBTQIA+.
É evidente o aumento de ataques em 2019, motivados por discursos de ódio que não condizem com uma Bahia que tem a diversidade como patrimônio mais importante. No mês em que celebramos o Dia Universal dos Direitos Humanos (10/12), reafirmamos o compromisso do Governo da Bahia com a cultura da paz e da tolerância. 
Estamos acompanhando o caso, por meio da nossa Superintendência de Direitos Humanos, e vamos cobrar a punição do agressor conforme a Lei.”

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Nosso evento no Facebook para 2020 foi criado: ParadaSP 2020
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é o jornalista (MTB 80753/SP) responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Para a página de Imprensa, aqui. Contato com a ONG, aqui