#HOMOFOBIA: Jovem de 13 anos desmaia após agressão dentro de sala de aula

Ser diferente da maioria pode ser um grande problema durante a vida escolar. Facilmente encontramos jovens que sofrem bullying por estar acima do peso, ser baixinho, ser negro e, em grande parte dos casos, ser LGBT.

Um jovem de 13 anos luta diariamente contra o homofobia dentro das salas de aula da rede púbica de ensino, no Distrito Federal. Na última quarta-feira (03), enquanto a professora não estava presente, ele desmaiou depois de levar um soco de um dos colegas de classe.

Caio (nome fictício), contou à família que os agressores estavam o obrigando a ficar em posições obscenas e constrangedoras na frente de toda a turma. Por sentir-se humilhado, Caio se recusou a obedecer as ordens dos garotos, resultando numa forte discussão.

Depois de ser ameaçado, ele saiu da sala mas levou um soco na nuca e caiu na hora. O jovem foi levado ao hospital da região e liberado depois de uma série de exames.

Caio mora com a tia, que em entrevista ao Correio Braziliense disse que a escola falhou no tratamento que deu à situação. “A corda sempre quebra para o lado mais fraco. Tudo que acontece acaba sendo culpa dele. Desde quando ele se assumiu, os garotos não aceitam.”, lamenta.

Embora tenham acionado o socorro, a coordenação da escola não notificou a família ou deu algum esclarecimento sobre o ocorrido.

Em nota, a secretaria da educação do Distrito Federal confirmou ter conhecimento da briga, e afirmou que a escola seguiu o procedimento necessário. Ao longo do texto, é mencionado que os pais (e a tia) dos jovens serão convocados para esclarecimentos junto à diretoria.

Vale salientar que ao longo do texto, a homofobia não foi citada como o real motivo da agressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + um =

Pin It on Pinterest