Mais de 100 personalidades assinam criação do Dia da Afirmação Gay

A mais nova data ativista no Brasil, o 28 de fevereiro – Dia da Afirmação Gay, tem manifesto com mais de 100 adesões de personalidades da luta homossexual, das artes, do setor empresarial, religioso, do jornalismo e da indústria de produções adultas.

Dentre os apoiadores estão o antropólogo e ativista Luiz Mott, proclamador da data, o jornalista da Globo News Marcelo Cosme, Fábio de Jesus, presidente da Rede Gay Brasil, o produtor de conteúdo erótico Petrick Garcia, o teatrólogo Alexandre Ribondi, o pastor Marcio Retamero, o educador Toni Reis, ativista mais influente do País, e Edenilson Bernardo de Melo – que interpreta a drag queen Pikineia, de Brasília.

O texto, cujo título fala de união, fortalecimento e luta, faz histórico da luta gay no globo, que tem como marco o ano de 1867, na Alemanha; lembra do pioneirismo do segmento ao criar a primeira entidade arco-íris do Brasil – o Somos em 1978 -; e registra importantes conquistas no País, tal como a criminalização da homofobia em 2019.

O manifesto também trata dos objetivos de haver uma data específica para gays, a única dentre as identidades do movimento LGBT que não tinha uma efeméride própria.

“Um momento de reflexão e diálogo propositivo é necessário. Um dia para lembrar e agradecer nossos lutadores, celebrar a luta pioneira e solidária que continua sem arrefecer, fortalecer vínculos dentro da comunidade gay, enfrentar e superar divergências e preconceitos internos, tratar de nossa diversidade, elevar a autoestima e consciência política de homossexuais masculinos; e destacar a importância de políticas públicas para o segmento.”

Luiz Mott, que completa este ano 42 anos de ativismo, falou da importância do Dia da Afirmação Gay. “Fundamental termos esse espaço para, por exemplo, valorizar tudo que fizemos e fazemos no ativismo e não só, mas também nas artes, na economia, na política, no jornalismo, nas ciências. E o recado é muito poderoso: afirmar-se significa estar fortalecido para ser quem se é, sem medo do ódio, da incompreensão e da ignorância.”

Dupla homenagem

A data, anunciada em 2021 e celebrada pela primeira vez este ano, tem referências a dois marcos da luta gay por cidadania e respeito.

Vinte e oito de fevereiro de 1980 é o dia de fundação do Grupo Gay da Bahia (GGB), entidade ativista arco-íris mais antiga em atuação na América Latina e protagonista de conquistas várias tais como a despatologização da homossexualidade no Brasil em 1985.

O nome da data é resgate histórico e reverência ao pioneiro Somos — Grupo de Afirmação Homossexual, nascido em São Paulo sob ação do escritor João Silvério Trevisan. O coletivo enfrentou a ditadura militar na luta pela cidadania do segmento.

A ação não vai se limitar ao 28 de fevereiro. Ao longo do ano, nas redes sociais, serão publicadas informações e textos sobre gays de destaque em diversas áreas, direitos, história do ativismo nacional e mundial e denúncias de falta e falhas de políticas públicas para homens homossexuais.

Link para o manifesto (com lista de todas pessoas que o assinaram): www.bit.ly/afirmacaogay

Redes sociais da data:
www.instagram.com/afirmacaogay
www.facebook.com/afirmacaogay
www.twitter.com/afirmacaogay
Mais detalhes, favor escrever para contato@afirmacao.gay


>> Aproveitando sua visita:
– Ajude a ONG APOGLBT SP Associe-se!

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é o jornalista (MTB 80753/SP), escritor LGBT premiado e responsável pela assessoria de imprensa e comunicação da APOLGBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Contato com a Diretoria da ONG, aqui.