Mapeamento sobre o perfil da população de Homens trans/Transmasculines no Brasil.

 

Mapeamento sobre o perfil da população de Homens trans/Transmasculines no Brasil.

A pesquisa tem como eixos centrais:

  • Perfil socioeconômico e cultural da população transmasculine;
  • Aspectos relativos à saúde;
  • Condições de trabalho e educação;
  • Segurança pública e violências.

Esses eixos serão analisados junto aos marcadores de raça, sexualidades, classe, etnia, geração, migração, situação de refúgio, território, religião, etc, em relatório que será publicado posteriormente.

Este trabalho está sendo desenvolvido sob a coordenação do consultor Kaio Souza Lemos (homem transativista dos direitos humanos, de Fortaleza/CE) com o auxílio de outros cinco homens trans/transmasculines pesquisadores (Bernardo Mota, Bruno Pfeil, Enzo Gael, Rogers Saboia e Leonardo Luiz), das regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste, numa parceria entre o Instituto Internacional sobre Raça, Igualdade e Direitos Humanos (Raça e Igualdade) e a Revista Estudos Transviades – revista criada por homens trans/transmasculines.

Para ter acesso ao formulário para o mapeamento, clique aqui.


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Nosso evento no Facebook para 2020 foi criado: ParadaSP 2020
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é o jornalista (MTB 80753/SP) responsável pela assessoria de imprensa e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Para a página de Imprensa, aqui. Contato com a Diretoria da ONG, aqui. Seja um Associado/a, aqui