#NotaDePesar: Luto por Rogéria Barroso Pinto, a travesti da família brasileira

A Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT SP), ONG responsável pela maior Parada LGBT do mundo e outros eventos do Mês do Orgulho LGBT, tomou conhecimento do falecimento da atriz Rogéria Barroso Pinto, que se intitulava (e com propriedade!) como sendo “A travesti da família brasileira“, ocorrido nesta segunda-feira, dia 04 de Setembro de 2017.

Por uma triste coincidência, Rogéria nos deixa justamente no dia em que ela apareceu pela primeira vez na reprise da novela “Tieta”, no canal Viva. Foi a primeira novela que Rogéria teve uma participação na TV. Na trama, Rogéria interpretou Ninette, a administradora dos negócios de Tieta (Betty Faria) em São Paulo onde, nesta primeira cena, Ninette chega a Santana do Agreste e logo na sua primeira discussão ela engrossa a voz e revela que seu nome é Valdemar! A atriz coube como uma luva no texto de Aguinaldo Silva.

Rogéria sempre foi muito conhecida e teve participações em mais de seis novelas, diversos filmes e programas de TV. Estando, inclusive, em um dos trios durante a Parada LGBT de São Paulo em 2017. Nunca escondeu sua personalidade e sua identidade trans. Dona de um talento incrível, será sempre lembrada pelo seu fino humor, respeitoso para toda a família brasileira, pelo seu deboche, alto astral, carisma e bom gosto de suas piadas: algumas das qualidades de uma das artistas mais completas que este país já teve.

Nós, da APOGLBT SP, estamos em luto neste dia. Desejamos aos familiares e amigos mais próximos nossos sinceros pêsames. Lamentamos por esta perda e imaginamos a dor que atormenta neste momento tão difícil.

A saudade estará sempre presente.

Diretoria da APOGLBT SP
www.paradasp.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + dezenove =

Pin It on Pinterest