Oficinas, rodas de conversa, palestras e workshops na 19ª Feira Cultural LGBT desta quinta!

Nossa 19ª Feira Cultural LGBT está recheada de eventos, rodas de conversa, palestras e workshops. Ela será realizada nesta quinta, feriado, na Praça da República das 10h as 22h.

Participem. Divulguem. Chamem os amigos e amigas!

Aproveita e participa do evento oficial no Facebook:

https://www.facebook.com/events/2208424736110440/

Segue a lista abaixo:

TENDA 01

10H AS 11Hr – Mediação: GT DE SAÚDE DA PARADA SP

Tema: SE CUIDAR FAZ BEM

Distribuição de preservativos, orientação de prevenção e cuidados importantes.

 

11H AS 12H – Mediação: COLETIVO RODA DE CONVERSA LGBT+

Tema: CRIMINALIZAÇÃO DA LGBTFOBIA & O ATIVISMO RELIGIOSO.

Será uma roda de conversa no qual terá um mediador onde irá provocar participação dos presentes sobre o tema da criminalização da homofobia e o ativismo constante dos evangélicos contra a comunidade LGBT. A idéia é fazer com que os participantes se apoderem da roda e sejam de fato os protagonistas da atividade. O mediador só irá apontar alguns elementos para enriquecer o bate papo.

 

12H AS 13H – Mediação: ABRACE

Tema: RODA DE CONVERSA “Assexualidades”

O coletivo pretende trazer visibilidade sobre as grandes identidades sexuais que ainda é cercad de muitos preconceitos e desinformações.

 

13H AS 14H – Mediação: GESTORA DE INVESTIMENTOS

Tema: EDUCAÇÃO FINANCEIRA: financeira: um assunto para todxs!

Palestra sobre finanças pessoais para o público LGBTQI+, abordando as etapas essenciais para o autoconhecimento financeiro e criação de orçamento pessoal para tornar objetivos em realidade.

 

14H AS 15H – Mediação: NESOL-USP (Diego Veiga)

Tema: EMPREENDEDORISMO SOLIDÁRIO – LGBTi+ Concretizando Sonhos

Pockets assessorias individualizadas para pessoas LGBTi+ com foco na viabilidade econômica e marketing. O trabalho será realizado na perspectiva da economia solidaria.

 

15H AS 16H – Mediação: GT DE GAYS DA PARADASP

Tema: Roda de Conversa

50 anos de luta pelos Direitos LGBT´s e seu impacto social na comunidade atual.

 

16H AS 17H – Mediação: GT BIPANPOLI DA PARADASP

Tema: MICROAGRESSÕES ATITUDE HOSTIS OU DEPRECIATIVAS

Roda de conversa sobre microagressões. Microagressões são comportamentos pequenos, atitudes hostis ou depreciativas pra uma minoria. Questões que sempre são apresentadas como “apenas mais uma piada” ou “apenas uma pergunta”, mas somads, trazem sofrimento e desrespeito a grupos de pessoas em grupo minoritários e esteriótipos contra elas.

 

Local das Oficinas:

Tendas de OFICINA E WORKSHOP:

Próximo ao Posto Médico, em frente da Caixa Econômica Federal – Praça da República (ao lado do Metrô República).

 

TENDA 02

11H AS 12H – Mediação: CASA FLORECER

Tema: TRANS

TRANarrativas sobre o trabalho desenvolvido na Casa Florescer ,  as trajetórias sociais de exclusão  onde as mulheres Transexuais e travestis relatam todos os desafios e superações em ser quem são, pelo simples fato de existirem, resistirem e sobreviverem.

 

12H AS 14H – Mediação:  KOINONIA

Tema: JOGOS PREVINIDAS GAMES

Oficina de prevenção ao HIV, Hepatites Virais e outras IST de forma descontraídas e divertida, o Jogo Prevenidas Game tem um formato bem participativo, onde os participantes são os peões dentro de um tabuleiro de 3×3 metros.

 

14H AS 15H – Mediação: KOINONIA E IEAB

Tema: RELIGIOSOS E RELIGIOSAS NO COMBATE A LGBTfobia

Roda de conversa com 4 líderes Religioso, que compartilharão um pouco das suas experiências e terá uma abertura de interação com os participantes. Esta atividade faz parte do I Congresso Igrejas & Comunidade LGBTi+.

 

15H AS 16H – Mediação: CANECA NA MESA

Tema: COMO DIMINUIR A LGBTfobia NAS EMPRESAS.

Como diminuir a LGBTfobia nas empresas.

 

16h AS 17H – Mediação: Bate papo com Regina Facchini e Lucas Bulgarelli.

Tema: Violência contra LGBT e o que muda com a decisão do STF

O que sabemos sobre a violências contra LGBT no Brasil? A discriminação e agressões têm aumentado com o crescimento do fundamentalismo e o avanço de perspectivas reacionárias? O perfil dos casos de discriminação e agressão tem se alterado? O STF reconheceu a LGBTfobia como crime no Brasil. O que isso significa na prática? O que muda?

Bate papo com Regina Facchini, antropóloga e pesquisadora do Pagu/Unicamp, e Lucas Bulgarelli, antropólogo e advogado, que coordenou pesquisa recente sobre violência contra LGBT no contexto pós-eleitoral pela Gênero e Número.

 

Local das Oficinas:

Tendas de OFICINA E WORKSHOP:

Próximo ao Posto Médico, em frente da Caixa Econômica Federal – Praça da República (ao lado do Metrô República).

 

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, life coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana? Clique aqui.