ONGs recebem formação em elaboração de projetos oferecida pelo UNOPS e UNAIDS

Um grupo de 50 organizações não governamentais de todo o país participaram, ao longo do mês de outubro, de uma capacitação gratuita em elaboração de projetos oferecida pelo Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV e AIDS (UNAIDS). A iniciativa beneficiou ONGs que atuam com pessoas vivendo com HIV/AIDS, população de rua, populações-chave para HIV e outros grupos vulneráveis.

As instituições participantes foram divididas em duas turmas, que tiveram dois encontros virtuais cada uma. Além das aulas, foram oferecidos plantões para tirar dúvidas e uma roda de conversa ao final, com captadoras de recursos convidadas, em parceria com o Instituto Mais Diversidade, organização que trabalha pelo empoderamento profissional de pessoas LGBTQIA+ no Brasil.

Athos Nascimento Souza, representante do Instituto SauDiversidade, foi um dos participantes da iniciativa. “Acredito que esse curso vai facilitar a captação de recursos, profissionalizar as nossas buscas de parceiros e a maneira de apresentar nossos programas e projetos”, resumiu. O SauDiversidade é uma organização que oferece cursos de promoção da saúde LGBTQIA+ para profissionais e estudantes de medicina.

Para Vanessa Kalianne, diretora executiva da Wopeen Diplomacia Civil e Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável , a formação auxiliará na construção de projetos mais alinhados aos princípios da organização e aos interesses de potenciais parcerias. “É algo que aumenta as chances de êxito, gerando benefícios a todos os envolvidos no processo”, destacou. A Wopeen fomenta a liderança de meninas e mulheres em projetos para o desenvolvimento sustentável.

Amplo alcance

A capacitação em elaboração de projetos reuniu representantes de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal, formando um amplo espectro de diversidade regional. A participação do Instituto Mais Diversidade também enriqueceu o processo. “Cultivar redes de fortalecimento institucional é importantíssimo, e capacitar outras organizações em captação de recursos foi uma experiência riquíssima também para o instituto”, comentou Mariana Sacramento, gerente de Captação e Parcerias do instituto.

O grupo de participantes da formação aprofundou o conhecimento sobre algumas das exigências comuns de entidades que lançam editais de apoio, tais como: elaborar projetos para editais de financiamento, prospectar oportunidades, fazer monitoramento das atividades e a prestação de contas.

Bons projetos abrem portas

Para a diretora e representante do UNOPS no Brasil, Claudia Valenzuela, a iniciativa interagencial reforça a capacidade das ONGs, ampliando sua autonomia e possibilidades de sustentabilidade econômico-financeira. “Ao fortalecer a atuação dessas organizações, munindo-as com conhecimentos essenciais em gestão de projetos, estamos promovendo diretamente a garantia de direitos às pessoas vulneráveis beneficiadas por seus serviços”, destaca.

A diretora e representante do UNAIDS no Brasil, Claudia Velasquez, por sua vez, ressaltou que o trabalho da sociedade civil com as comunidades é fundamental e se soma aos esforços de erradicação da AIDS como ameaça à saúde pública até 2030. “A parceria do UNAIDS com o UNOPS no curso “Como elaborar projetos” nos deixou muito felizes pela oportunidade que representa para as organizações da sociedade civil ampliarem sua capacidade de criar, planejar e executar projetos e, dessa forma, expandir seu trabalho e seu impacto,” completou.

Fonte AgenciaAIDS


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP Associe-se!

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é o jornalista (MTB 80753/SP), escritor LGBT premiado e responsável pela assessoria de imprensa e comunicação da APOLGBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Para a página de Imprensa, aqui. Contato com a Diretoria da ONG, aqui. Seja um Associado/a, aqui