Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, é processado por censura e LGBTfobia

A Associação Nacional de Travestis e Transexuais – ANTRA, rede nacional que articula em todo o Brasil 127 instituições que desenvolvem ações para promoção da cidadania da população de Travestis e Transexuais, entrou com um processo contra o prefeito Marcelo Crivella por censura e LGBTfobia.

A ação popular por danos morais por censura e LGBTfobia pede R$ 500 mil reais que deverá ser revertido para políticas públicas para a comunidade LGBT.

Maria Eduarda, porta-voz e a primeira advogada transexual do Rio de Janeiro, disse à Rádio CBN que Crivella cometeu censura e LGBTfobia por causa de um beijo gay: afinal, Branca de Neve, Bela Adormecida e outras histórias tem beijo e Crivella não censurou.

Além desta ação, outras ONGs e militantes LGBTs também estão movendo processos contra o prefeito. Inclusive, na última sexta foi pedido ao Ministério Público uma investigação detalhada sobre a atitude do prefeito.

Para escutar a entrevista na rádio CBN, clique aqui.

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, life coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana? Clique aqui.