Segundo relatório TGEU, Brasil segue no 1º lugar do ranking de assassinatos de transexuais

Os dados foram divulgados pela ONG Transgender Europe

Segundo dados da ONG Transgender Europe (TGEU) divulgados recentemente, 167 transexuais foram mortas no Brasil entre o dia 1º de Outubro de 2017 e 30 de Outubro de 2018.

A pesquisa, realizada em 72 países, coloca o México em segundo lugar, com 71 mortes e logo em seguida os Estados Unidos, com 28 e Colômbia com 21.

Ao todo foram 369 assassinatos de transexuais e indivíduos não-binários, indicando um aumento de 74 casos comparando-se ao relatório do ano passado.

Com sede na Alemanha, ainda segundo a Transgender Europe, os dados sobre as mortes de transexuais não são contabilizadas em boa parte dos países no mundo, o que pode tornar esse número ainda maior.

Outra carência do relatório é que ele não especifica essas pessoas trans, como por exemplo, se são pessoas negras ou ainda homens trans. Entretanto, a pesquisa visa promover a conscientização mundial sobre os crimes de ódio executados contra a população transexual.

 


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana, aqui