Soldado denuncia homofobia em batalhão da PM em São Paulo

Adriell Rodrigues Alves da Costa, 35 anos, é soldado da Polícia Militar há 9 anos e afirma sofrer assédio moral, preconceito por ser homossexual e tortura física e psicológica dentro do 39º Batalhão da Polícia Militar, em São Vicente, litoral de São Paulo.

No vídeo gravado e publicado nas redes sociais, ele diz que teme pela vida depois que denúncias feitas à corregedoria foram ignoradas.

“Se algo acontecer com a minha vida, com a minha integridade física, a responsabilidade é do comandante do batalhão, da Polícia Militar e do Estado, que nada fizeram para apurar as minhas denúncias. Fui torturado dentro desse batalhão. Torturas físicas e psicológicas”, disse no vídeo.

Ele trabalhava na capital de São Paulo e pediu transferência para a cidade de São Vicente, para ficar perto de seus pais. Mas diz que se arrepende pois desde o primeiro dia no novo batalhão, o comandante fala que ele é um peso morto, que não presta para trabalhar na unidade e que já vinha com restrições de ordem médica”.

Segundo Costa, as restrições de ordem médica feitas por especialistas em ortopedia foram retiradas assim que ele chegou, e ele foi enviado ao trabalho normal. Com o tempo, ele recebia atestados de outros médicos que não eram aceitos. Ele foi até acusado de simular doença.

Além disso, Costa também é vítima de homofobia: “Eu escutei de um cabo que eu tinha que virar homem. Ele me disse: ‘Você não é homem. Você não está agindo como um homem”. Decididamente, um inferno começou na minha vida quando vim para a Baixada [Santista]”

Ele diz que está sendo muito a palavra deles, contra a dele. Por isso a gravação do vídeo. Ele teme por sua vida. E só quer ser transferido de batalhão. Não quer dar queixa contra a corporação.

Já a Secretaria de Segurança Pública afirma que está dando o apoio necessário ao policial. E afirma que a Corregedoria da Polícia Militar também esta acompanhando o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 10 =

Pin It on Pinterest