SP: Haddad veta projeto de lei que cria o "Dia do Combate à Cristofobia"

Nesta sexta o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, vetou o projeto de lei 306/2015 do vereador Eduardo Tuma que criaria em 25 de dezembro o “Dia de Combate à Cristofobia”. O projeto foi aprovado pela Câmara Municipal dia 8 e precisaria da sanção do prefeito para virar lei.

Segundo entrevista dada ao portal G1, Haddad justifica o veto:

“O projeto em questão, na verdade, estimula a separação entre religiões cristãs e outras religiões, além da população LGBT, prestando desserviço aos esforços que o conjunto do Município de São Paulo tem feito em prol da convivência pacífica com a pluralidade democrática”, justifica Haddad.

O prefeito de São Paulo diz ainda que essa proposta não contribui para o avanço do diálogo mais fraterno entre cristãos, população LGBT e demais religiões, da mesma forma como não prestigia a primazia dos direitos humanos consagrada na Constituição Federal de 1988. Tuma, autor do projeto, diz que se a homofobia é um crime, devendo ser punida, a cristofobia também deveria ser.

nelsonmatiaspereira-cristofobia-lgbt
Nelson Matias Pereira, sócio-fundador da APOGBT

Segundo Nelson Matias Pereira, sócio fundador da APOGBT, ONG responsável pela maior Parada do Orgulho LGBT do Mundo:

“Como bem definido pelo Prefeito, o papel do Poder Público é adotar providências de conscientização quanto ao combate à intolerância religiosa. Tanto é assim que consta do referido calendário, desde 2009, o ‘Dia de Combate à Intolerância Religiosa’. O projeto aprovado pela Câmara Municipal é uma afronta ao Estado Laico e nos deixa o alerta do perigo que traz projetos como esse. Ele deixa clara a intenção da bancada evangélica de dar cabo no estado democrático de direito. A intenção dessa gente é instalar um Estado Teocrático neste país, e ter privilégios em detrimento das demais, o que afronta a Carta Magna. Ao Prefeito Haddad, nosso parabéns e apoio por não sancionar tal lei.”


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, life coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana? Clique aqui.