Startup Todxs lança pesquisa para traçar perfil da população LGBTI+ no Brasil

Objetivo da pesquisa  é contribuir com o desenvolvimento de novas pesquisas e políticas públicas

Existem levantamentos sobre homicídios de pessoas LGBTI+ no Brasil e estimativas do número de mulheres transexuais e travestis na prostituição, mas ainda não existem dados  confiáveis que busquem entender o perfil dessa comunidade no Brasil. Pensando nisso, a TODXS, a primeira startup social brasileira sem fins lucrativos que promove a inclusão LGBTI+, lançou desde o dia 1 de abril o questionário online da Pesquisa TODXS LGBTI+: Pesquisa Nacional por Amostra da População LGBTI+.

O estudo procura compreender o que a comunidade LGBTI+  compartilha em relação aos seguintes temas: identidade, renda, perfil sociodemográfico, nível educacional, atuação no mercado de trabalho, compreensão política, discriminação, entre outros assuntos.

Dessa forma, o objetivo da Pesquisa TODXS LGBTI+ é gerar um relatório contendo informações confiáveis sobre essa população, com o intuito de fornecer subsídios para embasar novas pesquisas e possíveis políticas públicas. O público alvo da pesquisa são pessoas LGBTI+ acima de 18 anos.

O link do questionário online está disponível em https://pt.surveymonkey.com/r/TODXSpesquisa.

Primeira fase da pesquisa

O projeto piloto aconteceu entre novembro e dezembro de 2018 nas capitais de maior concentração demográfica do Brasil, como Manaus, Salvador, Goiânia, São Paulo, Curitiba e Distrito Federal. Foram mais de 2,7 mil respostas em 19 dias de coleta. De acordo com a equipe do estudo, a primeira fase da pesquisa mostrou que serão necessários mais de 17 mil questionários para ter um recorte nacional estatisticamente relevante.

Os resultados da pesquisa serão disponibilizados no site da TODXS, entre julho e setembro deste ano, além de eventuais publicações em periódicos científicos.

Sobre a organização

A TODXS é uma startup social sem fins-lucrativos, criada em março de 2016, com objetivo de coletar e processar dados sobre a população LGBTI+ e desenvolver iniciativas de alto impacto social, focadas em três pilares: sociedade, governo e empresas. A organização conta atualmente com mais de 100 membros voluntários.


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, life coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana? Clique aqui.