quinta-feira, junho 22, 2017
Tags Posts tagged with "cultura lgbt"

cultura lgbt

Até o dia 15 de Novembro de 2016, a Associação Diversa, Arte e Cultura – DAC estará com as inscrições abertas para a seleção de proposta para a II MOSTRA DIVERSA, a ser realizada no Museu da Diversidade Sexual – MDS, localizado na Estação do Metro República em São Paulo para o ano de 2017.

A ideia é promover projetos culturais que tenham como tema questões ligadas a diversidade sexual que resultem em obras realizadas com as seguintes técnicas: fotografia, pintura, obras em papel e grafite para a II Mostra Diversa. Sempre apresentando um panorama contemporâneo de projetos culturais inovadores que tenham como tema a diversidade relacionada às expressões e identidades de gênero e às orientações sexuais.

Para a inscrição, só serão aceitas pessoas físicas (cada proponente deverá enviar apenas um projeto coletivo ou individual) e as obras deverão ter no máximo 100 cm x 100 cm.

Outros detalhes podem ser lidos no edital, disponível on-line neste link:
http://www.apaacultural.org.br/editais_convocatorias_interna.php?id_convoca=43

A Caixa Cultural Brasília apresenta até o dia 21 de julho, a mostra New Queer Cinema – Segunda Onda, com filmes que desafiaram padrões estéticos, políticos e sexuais na segunda metade da década de 1990. A programação intercala títulos conhecidos do grande público, como “Kids” e “Meninos Não Choram”, com conceituados nomes do cinema autoral, como “Apichatpong Weerasethakul” (Mal dos trópicos), “Karim Aïnouz” (Madame Satã) e “Lucrecia Martel” (O pântano).

PROGRAMAÇÃO PARA HOJE E PARA OS PRÓXIMOS DIAS:

18 de julho (segunda-feira)
16h40 – Rosas selvagens / Les roseaux sauvages, de André Téchiné. FRA, 1994, 110min, 14 anos
18h45 – Vive l’amour / Ai qing wan sui, de Tsai Ming Liang. TWN, 1994, 118min, 16 anos
21h – Meninos não choram / Boys don’t cry, de Kimberly Pierce. EUA, 1999, 118min, 18 anos

19 de julho (terça-feira)
17h – Vida sem destino / Gummo, de Harmony Korine. EUA, 1997, 89min, 18 anos
19h – Lola + Bilidikid / Lola and Billy the Kid, de Kutluğ Ataman. ALE, 1999, 93min, 18 anos
21h – Mal dos trópicos / Sud pralad, de Apichatpong Weerasethakul. TAI/FRA, 2004, 118min, 12 anos

20 de julho (quarta-feira)
16h45 – Meninos não choram / Boys don’t cry, de Kimberly Pierce. EUA, 1999, 118min, 18 anos
19h30 – DEBATE: Novas Configurações do Gênero no Cinema. Com Tania Montoro (pesquisadora) e Denílson Lopes (pesquisador e curador da mostra). Mediação por Mateus Nagime (pesquisador e curador da mostra). Entrada Gratuita. Livre.

21 de julho (quinta-feira)
17h – Elefante / Elephant, de Gus Van Sant. EUA, 2003, 81min, 16 anos
19h – Rosas selvagens / Les roseaux sauvages, de André Téchiné. FRA, 1994, 110min, 14 anos
21h10 – Lola + Bilidikid / Lola and Billy the Kid, de Kutluğ Ataman. ALE, 1999, 93min, 18 anos

 

Serviço:

Telefone: 61 3206-9448 | 61 3206-6456
Horários: Consultar programação
Ingressos: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes e funcionários CAIXA e doadores de agasalho pagam meia.
Lotação: 406 lugares (8 para cadeirantes)
Bilheteria: de terça a sexta e domingo, das 13h às 21h, e sábado, das 9h às 21h.
Classificação Indicativa: Consultar programação
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa e Governo Federal

A edição deste ano da mostra Todos os Gêneros toma todas as salas do instituto abertas ao público para a arte e a diversidade com peças de teatro, mostras de filmes, música, debates, gravação de depoimentos do público e as atividades do Fim de Semana em Família; elas revelam a produção e a reflexão sobre a transgeneridade e os conflitos de gênero no mundo contemporâneo que passam pela afirmação da multiplicidade infinita do sexo

Durante nove dias, de 25 de junho a 3 de julho, o Itaú Cultural abre o seu espaço para a arte e a diversidade com a totalidade da programação voltada para a mostra Todos os Gêneros – com exceção da exposição Arquivo Ex Machina – Identidade e Conflito na América Latina, em cartaz no instituto, e o Espaço Olavo Setúbal que expõe permanentemente as coleções Brasiliana e de Numismática do Itaú. A casa torna-se uma espécie de palco giratório para apresentar não somente a produção originada na multiplicidade de gêneros em diferentes segmentos artísticos – teatro, performance, cinema – como também é fórum para o debate, a reflexão e a compreensão, desde cedo, das diferenças do outro.

A mostra tem curadoria compartilhada entre diferentes núcleos do instituto – Cênicas, Música, Audiovisual e Literatura, Comunicação, Produção, além do Educativo e do CMDR que prepararam as atividades do Fim de Semana em Família, voltadas para as crianças, dentro deste universo. Assim, a programação traz seis dias de teatro e um de performance, dois ciclos de filmes, três mesas para debate, oficinas e contação de histórias para o público infantil e o show de Jaloo. Toda a programação tem interpretação em Libras.

A atriz cubana trans Phedra de Córdoba (1938-2016) seria uma das participantes nesta programação. Com a sua recente morte, no entanto, o Itaú Cultural a homenageia na publicação que traz a programação, com textos sobre o tema, e um escrito em especial para ela por Dyl Pires, ator do grupo os Satyros, com quem trabalhou por muitos anos, e uma ilustração da Laerte também em sua homenagem. A publicação é disponibilizada para o público. O visitante pode contribuir, ainda, com a reflexão sobre o conceito de gênero e o que pode definir o ser homem e o ser mulher na sociedade contemporânea respondendo a diferentes perguntas a cada dia do evento, com exceção da segunda-feira. Elas serão gravadas e, com autorização, divulgadas no CANAL do site do instituto (www.itaucultural.org.br).

Teatro

De 25 a 29 de junho (sábado a quarta-feira) e em 2 de julho, o último sábado, o palco do Itaú Cultural apresenta a reestreia do documentário cênico Luiz Antonio – Gabriela, com a Cia. Mungunza de Teatro. A direção é de Nelson Baskerville, que coloca em cena uma parte da sua própria história, na qual o seu irmão mais velho, homossexual, desafia as regras de uma família conservadora dos anos 1960 e parte para a Espanha sob o nome de Gabriela.

O Território Sirius Teatro traz Joelma, com a história da inadequação de uma pessoa por 30 anos até realizar a cirurgia de redesignação sexual e mudar completamente o rumo de sua vida. O homossexual ou a dificuldade de se expressar, é a peça do Teatro dos Extremos com duas personagens exiladas na Sibéria, como castigo por terem mudado de sexo, em uma narrativa que gira em torno do melodrama e do absurdo. Por fim, Noite bizarra, recalcada e bipolar é uma performance-celebração em clima de cabaré com Princesa Ricardo, Dalvinha Brandão e Darlene LePetit. Veja aqui mais informações sobre a programação e fotos para download.

Cinema

Entre obras documentais, experimentais, de ficção e de animação, A Mostra Audiovisual de Curtas-Metragem exibe 10 obras que falam das diferentes questões que permeiam o universo da diversidade de gêneros. Todas as sessões são seguidas de debate com os realizadores dos curtas. Para chegar a estas obras, o Núcleo de Audiovisual do instituto assistiu a mais de 80 filmes em busca de vozes ainda pouco ouvidas dentro dessa temática – como o protagonismo de mulheres trans ou lésbicas, animações, filmes voltados para o público infantil. A grade exibida em 30 de junho e 1 de julho (quinta-feira e sexta-feira), sempre às 20h, trata de todas essas questões por meio de filmes experimentais, documentários, animação e ficção.

Outra mostra, SSEX BBOX, apresenta no dia 26 (domingo), às 11h, três filmes documentais de Priscilla Bertucci, fundador do coletivo que dá nome à série e curador deste ciclo de cinema. O personagem do primeiro é a cartunista Laerte, o do segundo é o artista e antropólogo queer Pedro Costa, que vive em Berlim e o terceiro cujos principais reflete sobre a sexualidade na infância, religião, preconceito, identidade de gênero, orientação afetivo-sexual. Veja aqui mais informações sobre todos filmes em cartaz e fotos para download.

Debates

No dia 25 (sábado), às 15h, o Circuito [SSEX BBOX], a programação de Todos os Gêneros promove a mesa Roda de partilha: feminismo interseccional [atividade vivencial]. Um dia depois, no mesmo horário, é reeditada a mesa realizada na 1ª Conferencia Internacional [SSEX BBOX]& Mix Brasil Pingos nos is: A inclusão radical e a comunicação não violenta.

Na terça-feira, dia 28, às 15h o tema é Copi: transgressão e teatralidade, em mesa organizada pelo Núcleo de Cênicas do Itaú Cultural.  Ela trata da importância artística de Copi, pseudônimo do desenhista de comics, dramaturgo e escritor argentino Raúl Damonte Botana (1939-1987), radicado pelo exílio em Paris. Ator-travesti, homossexual e uma das primeiras vítimas da aids, a sua ampla produção, é reconhecida em países como França, na Itália e na Espanha. Veja aqui mais informações sobre as mesas e fotos para download.

Música

Acabando de voltar da Europa depois de se apresentar no festival espanhol Primavera Sound. E antes de lançar o seu primeiro álbum autoral, #1, Jaloo faz o show de encerramento da mostra Todos os Gêneros. Nos dias 1 e 2 de julho, à noite, ele leva ao palco da Sala Itaú Cultural a sua homenagem à dança e à boa música. No repertório, traz músicas do novos disco, como Odoia, Ah! Dor! Pa PararaLeia mais sobre o músico e encontre fotos aqui.

Fim de Semana em Família

Em 25 e 26 de junho (sábado e domingo), sempre às 14h, o coletivo As Rutes, que desde 2007 realiza intervenções artísticas que abram espaço para o Encantamento do Mundo, ministra a Oficina dos Princípiosa fantasia da mistura. Em seguida, às 16h, o mesmo grupo faz a contação de história O jogo de você: contos ancestrais sobre a fantasia de ser o que se é.

Também encerrando a programação da mostra Todos os Gêneros, mas à tarde e para o público mirim, nos dias 2 e 3 de julho (sábado e domingo), às 14h, Gustavo Silvestre, designer-artesão e estilista de Recife, conduz a Oficina de flores em crochê. Às 16h, a ilustradora Marcia Misawa com Thiago Minamisawa e Bruno Castro ministra a Oficina AMAR de leitura, diálogo e artes.

Como em todos os Fim de Semana em Família, o público conta com o Cantinho da Leitura, instalado no Piso Paulista, térreo do Itaú Cultural, onde estão disponíveis 30 publicações do acervo infantojuvenil da biblioteca do instituto. Na Feirinha de Troca de Livros, Gibis e DVDs, no mesmo andar, as crianças podem conhecer e levar para casa uma nova história trocando uma obra de sua biblioteca por outra, escolhida entre os materiais disponibilizados pelo instituto, que, especialmente para esta mostra, adquiriu novos títulos que abordam a questão de gênero. Mais informações e fotos para donwload, aqui.

A mostra de Paulo von Poser e Marcio Zamboni aborda vários temas celebrando a diversidade sexual

Por Tâmara Smith

A exposição foi inaugurada dia 17 de maio, Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Lesbofobia, no Museu da Diversidade Sexual com iniciativa da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, celebrando o reconhecimento da diversidade sexual e de gênero como parte dos Direitos Humanos e as lutas por igualdade ao redor do mundo.

museu-diversidade-sexual-sonharomundo-2

Os idealizadores, Paulo von Poser e Marcio Zamboni compartilham nesta exposição as nossas lutas, inspirações, sofrimento, segredos e corpos em obras híbridas por meio de instalações interativas onde os visitantes compartilham seus sonhos, sentimentos e realizações.

A Associação da Parada do Orgulho LGBT,  a organizadora da maior Parada do Orgulho LGBT do mundo, também está presente no acervo destas memórias. Algumas obras presentes como a “Rosa da Diversidade”, o ”Altar de Inspirações” e ”Acervos da Diversidade” são, de fato, brilhantes!

Quer conhecer esse incrível trabalho? Visite o primeiro Museu da Diversidade Sexual da América Latina, e terceiro do mundo com temática LGBT. Fica no mezanino do Metrô República, em São Paulo. Entrada franca.

Serviço:

Exposição: “Sonhar o Mundo”
Paulo von Poser e Marcio Zamboni
Onde? No Museu da Diversidade Sexual
Estação República do Metrô – Piso Mezanino, loja 518
Quando? De 17 de maio até 27 de agosto de 2016
Horários: De terça a domingo, das 10h às 18h – Entrada Gratuita
Realização: Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo
Execução: Museu da Diversidade Sexual e APAA

Para homenagear e reconhecer ações sociais que contribuíram para o avanço dos direitos humanos da população LGBT, a Associação da Parada do Orgulho GLBT (APOGLBT) realiza a 16º edição do Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade. Gretta Star e Thammy Miranda serão os mestres de cerimônia da premiação, que acontece no dia 27 de maio na Academia Paulista de Letras, na capital paulista.

Ao todo são 20 categorias entre personalidades, entidades, autoridades Políticas e ações culturais que contribuíram para o avanço dos direitos humanos da população LGBT em 2015. O público teve até 31 de março para indicar quem seriam os concorrentes aos prêmios. As indicações puderam ser feitas através do site da Associação (www.paradasp.org.br). A escolha dos premiados foi feita pela diretoria da APOGLBT que avaliou a contribuição de cada um deles a comunidade LGBT.

O entretenimento da noite ficará por conta das participações da DJ Marjorie Pinheiro, da cantora Tâmara Angel e das performances artísticas de Alexia Twister e Victória Vipper. Em visita ao Brasil, Carmen Carrera, que foi uma das participantes do reality show RuPaul’s Drag Race, fará parte desta noite e da Parada do Orgulho LGBT, no domingo.

A Premiação

 O Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade surgiu com o objetivo de lembrar os fatos mais significativos no cenário político, social e cultural para a população LGBT, contribuindo na promoção dos Direitos Humanos. Reconhecendo a atuação dos premiados como sendo de alta representatividade na vida de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. É também um momento de divulgação e valorização das atividades que contribuíram com o movimento na consolidação do respeito à diversidade, bem como um estímulo às práticas socialmente responsáveis.

O troféu para a cerimônia foi desenhado e doado à APOGLBT pelo arquiteto e jornalista Duílio Ferronato, desde a primeira edição do Prêmio. Uma réplica estará disponível no dia do evento, na Exposição 20 Anos de Parada, uma pequena amostra com os cartazes usados para divulgação dos temas da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

Premiados 2016

Categoria / Homenageado

Ação Social- Cultural: A Revolta da Lâmpada
Artes Cênicas: BR – Trans
Cinema Internacional: A Garota Dinamarquesa
Cinema Nacional: As Bodas do Diabo
Direitos Humanos: Comissão da Diversidade da OAB
Documentário: Bichas
Educação: ⁠⁠⁠Luíza Coppieters
Educação: Roberto Muniz Dias
Especial: Lady Gaga – Ativismo pró LGBT
Esporte: Adidas
Esporte: Técnica de Futebol Gretchen Silva
Imprensa: Carteira assinada para Transexuais
Internacional: França – Doação de Sangue
Internet: Facebook – Campanha Casamento Igualitário
Jovens: Matheus Emílio
Literatura: A Princesa e a Costureira
Memória: Márcia Gianete
Memória: Phedra de Cordoba
Memória: Vitor Angelo
Memória: Welclegno Araújo
Militância: André Pomba
Militância: Fábio de Jesus – Arco-Íris
Militância: Luiz Uchoa
Música: Luana Hansen
Publicidade: L’Oréal Paris
Saúde: Ministério da Saúde – Campanhas LGBT
Trabalho: Site TRANSEmpregos
TV: Amor e Sexo – Fernanda Lima

Serviço:


16º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade – Data: 27 de Maio
– Horário: das 19h
– Local: Academia Paulista de Letras – Largo do Arouche, 324 – República
– Realização: APOGLBT
– Produtor Artístico: Diego Oliveira
– Produção: APOGLBT e FourX em parceria com a Groupe 360º e OCP
– Convites: para participar do evento é necessário cadastramento por meio do E-mail: premio@paradasp.org.br até o dia 26 de Maio (cadastro sujeito a análise).
– Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/927693884018449

Dia 26 de Maio, feriado, durante a 16ª Feira Cultural LGBT no Vale do Anhangabaú em São Paulo, ocorrerá um bate-papo com escritores especializados em Literatura LGBT. Na ocasião, programada para acontecer entre 16h e 18h, os autores convidados Alexandre Melo, Fabrício Viana, Roberto Muniz Dias, Marli Porto e Samuel de Paula Gomes farão uma pequena apresentação de suas obras e conversarão com os presentes sobre literatura com temática LGBT.

Leitores e amigos interessados poderão adquirir os livros com os próprios autores durante o bate-papo. A ideia do encontro, que partiu da diretoria da APOGLBT, é aproximar leitores e autores que criam e movimentam a cultura literária composta por livros de não ficção, crônicas, romances e textos em geral escrito por LGBTs e para LGBTs.

Sobre os escritores convidados?

ltieratura-lgbt-alexdreAlexandre Melo é escritor, cinéfilo e leitor compulsivo. Publicou em 2013 sua coletânea de contos homoafetivos ‘Maré Vazante e outras estórias‘ e prepara para este ano um segundo volume de título ‘Nunca mais voltei‘ com previsão de lançamento ainda no primeiro semestre de 2016. Pode ser contatado pelo seu perfil no Facebook (Alexandre Willer Melo) ou pelas ruas do centro velho de São Paulo.

ltieratura-lgbt-fabriciovianaFabrício Viana é jornalista, escritor e bacharel em psicologia. Publicou em 2006 o livro “O Armário”, sobre a homossexualidade e os processos psíquicos que envolvem a entrada e a saída do armário. Em 2012 publicou o livro “Ursos Perversos”, uma coletânea de contos homoeróticos e, no mesmo ano, organizou a coletânea LGBT premiada duas vezes em 2015 chamada “Orgias Literárias da Tribo”. Em 2015, Viana lançou seu romance gay chamado “Theus: do fogo à busca de si mesmo” que, em menos de um ano, vendeu mais de 3 mil exemplares. Theus está fazendo tanto sucesso que foi indicado ao Prêmio PapoMix de Literatura LGBT 2016, sendo considerado um dos melhores romances com temática LGBT. Seu site com suas redes sociais é www.fabricioviana.com

ltieratura-lgbt-roberto

Roberto Muniz Dias reside em Brasília há 10 anos, é romancista, contista, poeta, artista plástico e mestre em Literatura pela UNB (Universidade de Brasília). Também formado em Direito, integra a Comissão de Tolerância e Diversidade Sexual da 93ª Subseção de Pinheiros da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional São Paulo. Foi premiado pela Fundação Monsenhor Chaves com menção honrosa pela obra “Adeus Aleto”. Publicou ainda “Um Buquê Improvisado”, “O Príncipe – O Mocinho ou o Herói podem ser Gays” ; “Errorragia: contos, crônicas e inseguranças”; “Urânios”; “A teia de Germano”; “Uma cama quebrada (peça de teatro)”; “Trilogia do desejo” (coletânea de romances) e recentemente foi premiado pela FCP (Fundação cultural do Pará com o texto teatral AS DIVINAS MÃOS DE ADAM) como melhor texto teatral.. Seu site com suas redes sociais é www.robertomunizdias.com

ltieratura-lgbt-marliMarli Porto, formada em economia, é autora dos romances: “Uma Luz para Davi”, “Liberdade para Clarice”, “Bem-te-vi”, “A estrelinha de quatro pontos” e “O sorriso da Lua” (em andamento). É vencedora de concursos nacionais de contos, crônicas, poemas e poesias e ministra oficinas literárias. Seu site com suas redes sociais é www.marliporto-escritora.blogspot.com

literatura-lgbt-samuelSamuel de Paula Gomes, nascido em São Paulo, é ativista das causas LGBTs e designer gráfico. Formou-se com recursos do programa de inclusão social ProUni. Hoje, trabalha como Motion Designer, passando por grandes produtoras do mercado áudio visual. Seu livro é o “Guardei no Armário” e seu site com suas redes sociais é www.guardeinoarmario.com

Serviço:

Bate-papo com escritores especializados em Literatura LGBT
Dia 26 de Maio, quinta-feira, feriado.
Das 16h as 18h na tenda de cultura LGBT durante a 16ª Feira Cultural LGBT.
Local Vale do Anhangabaú / SP
Chegue cedo. Link do evento no Facebook:
https://www.facebook.com/events/129823837422037

Evento no Anhangabaú deve reunir 100 mil pessoas em atividades de cultura, lazer e gastronomia.
Entrada gratuita

No dia 26 de maio, feriado, irá acontecer a tradicional Feira Cultural LGBT, organizada pela APOGLBT (Associação da Parada do Orgulho GLBT) em parceria com a Four X Entertainment e com o apoio do Governo do Estado de São Paulo. Em sua 16ª edição, com programação gratuita, ela acontece no Vale do Anhangabaú, das 10h às 22h. No dia, o público poderá assistir performances de artistas LGBT’s no palco do evento e conferir as opções de cultura, lazer e gastronomia, além de adquirir produtos.

Ao todo são 60 tendas – comerciais com produtos dos mais variados segmentos que vão de moda e decoração e outras de alimentação; além de oficinas culturais com dragqueens, aulas de samba, samba rock e dança afro, espaço para adoção de cães e gatos, artesanato equatoriano e peruano e um bate-papo com escritores especializados em literatura com temática LGBT. Também terão tendas especificas para divulgação dos trabalhos de Organizações Não Governamentais (ONGs) e demais entidades que apoiam a causa LGBT. Na praça de alimentação, a novidade é a parceria com a lanchonete Bob’s e a Pizzaria Patroni, que junto com outras tendas de comidinhas, ficarão responsáveis por toda a parte gastronômica do evento com combos exclusivos para ocasião. As marcas Skol e Kibon, também marcarão presença no evento, com produtos de seus portfólios.

A Feira Cultural LGBT integra o calendário do Mês do Orgulho LGBT de São Paulo e é o último evento antes da grande manifestação – Parada do Orgulho LGBT que traz o tema “LEI DE IDENTIDADE DE GÊNERO, JÁ! – Todas as pessoas juntas contra a Transfobia!”.

PROGRAMAÇÃO PALCO DA 16º FEIRA CULTURAL DA DIVERSIDADE LGBT 2016

10h00
APRESENTAÇÃO
ABERTURA DA FEIRA – VÍDEO INSTITUCIONAL
SET DJ RODRIGO MOTTA

11h00
DIVULGAÇÃO TEMA PARADA
APRESENTAÇÃO
*** ESQUADRÃO DAS DRAGS ***
CIRCO VIRAMUNDO
IRMAOS LYONS
FERNANDA NUNES
BEATRIZ UBER
AMANNDA COLLEN
CONCURSO DRAG PARADA
DIEGO STRUGLE
SET DJ RODRIGO MOTA + GOGO DRAG MIKAELLA PITT E GOGO TRANS VICTORIA VIPPER
CANTOR KDU CRAZY

14h00
DIVULGAÇÃO TEMA PARADA
APRESENTAÇÃO
*** LISA CRAZY/BELLA BALLONY ***
ALEX FURTADO + BALÉ
DIANA PEQUENO
ISLAINA DE FIORY E NATASHA NATHI
SET DJ JORDAN BENASSE + GOGO DRAG MIKAEELA PITT E GOGO TRANS VICTORIA VIPPER
CANTOR EROS

15h00
DIVULGAÇÃO TEMA PARADA
APRESENTAÇÃO
*** MICHELE SUMER / CICETE KEROLINE ***
STAR POP + BALE + CIRCO
CICETY KAROLINE E VICTORIA PRINCIPAL
BELLA BALLONY
SET DJ JORDAN BENASSE + GOGO DRAG MIKAEELA PITT E GOGO TRANS VICTORIA VIPPER
CANTORA RENATA PERON

16h00
DIVULGAÇÃO TEMA PARADA
APRESENTADORA
*** GRETHA STAR/KYLIE HICKMAN ***
CANTORA LUANA HANSEN
SAFIRA BENGELL
MISS BIA
CARLA ELLEN
ANTARA GOLD
MARCINHA CORINTO
MICHELE X
SET DJ JORDAN BENASSE + GOGO DRAG MIKAEELA PITT E GOGO TRANS VICTORIA VIPPER
SHOW DIVAS

17h30
DIVULGAÇÃO TEMA PARADA
APRESENTAÇÃO
*** LULLY FASHION/VICTORIA  PRINCIPAL ***
YURI MIXX
MARCELA NASCIMENTO
PENELOPE JOLLY  + BALÉ
LAILA KEN + BATERIA ESCOLA SAMBA
SET DJ JORDAN BENASSE + GOGO DRAG MIKAEELA PITT E GOGO TRANS VICTORIA VIPPER
CANTORA TAMARA RANGEL

18h30
DIVULGAÇÃO TEMA PARADA
APRESENTAÇÃO
*** TCHAKA RAINHA DAS FESTAS / ATHENA JOY ***
POPOVICK + BALÉ
LILICA
CARLA RANGEL
MERYLLIN DHYOR
LEILA MORENO + Balé
LISA BOMBOM
SET DJ FABIO LIMA GOGO DRAG MIKAEELA PITT E GOGO TRANS VICTORIA VIPPER
AS BAHIAS E A COZINHA MINEIRA

19h30
DIVULGAÇÃO TEMA PARADA
APRESENTAÇÃO
*** DIMMY KIER/VIVIANE BALBONI ***
ROOBIT MOON + Balé
SULIVAN REIS
DANNY COWLT
MARCIA PANTERA
SET DJ PAULO PRINGLES + GOGO DRAG MIKAEELA PITT E GOGO TRANS VICTORIA VIPPER
CANTOR LUCCA ELECTRO LIVE

20h30
DIVULGAÇÃO TEMA PARADA
APRESENTAÇÃO
LEONORA AQUILA / VALLENTTINE
CONVIDAR APOLGBT
CANTORA GLORIA GLOVER
SHOW ENCERRAMENTO
PAULETE PINK
LAYLA KEN
PENELOPE JEAN
RAFAELA
TALESSA TOP
MARIANA MERCURY
CANTORA ALEXA MARIE

21h30
ENCERRAMENTO

ESPAÇO DIVERSIDADE – OFICINAS CULTURAIS

10:00    KARAOKÊ KAKA ALEGRIA
12:00    AULA DE RITMOS
13:00    AULA DE SAMBA
14:00    WORKSHOP NA CAMA COM DINDRY BUCK DIVERSIDADE SEXUAL E SEXO SEGURO
15:00    WORKSHOP NASCE UMA DRAG QUEEN
16:00    AULA DE SAMBAROCK
17:00    Bate-Papo com Escritores especializados em Literatura LGBT

SERVIÇO:

16ª Feira Cultural LGBT

– Data: 26 de maio
– Horário: das 10h às 22h
– Local: Vale do Anhangabaú – ao lado do metrô Anhangabaú em São Paulo
– Realização: APOGLBT
– Produção: FourX em parceria com a Groupe 360º e OCP
– Apoio: Governo do Estado de São Paulo (palco, iluminação e som)
– Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/508776212647310


20ª Edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo

– Tema: “LEI DE IDENTIDADE DE GÊNERO, JÁ! – Todas as pessoas juntas contra a transfobia”
– Data: 29 de maio
– Horário: das 10h às 18h
– Concentração: Em frente ao Masp, na Avenida Paulista – São Paulo/SP
– Realização: APOGLBT
– Produção: FourX em parceria com a Groupe 360º e OCP
– Site da APOGLBT: http://www.paradasp.org.br
– Link do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1118531188214099

ciclodedebates-lgbt

Hoje, nove de maio, começa o 15º Ciclo de Debates, promovido pela Associação da Parada de SP (APOGLBT). A atividade, que é aberta ao público interessado, tem como finalidade garantir a isonomia da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e de contribuir para promover os avanços sociopolíticos. Os debates ocorrerão de hoje até o dia 13 de maio, das 19h às 21h, na Rua Formosa, nº 99 – 12º Andar, ao lado do Metrô Anhangabaú – Entrada gratuita.

Além de reunir pensadores de vários campos de atuação – advogados, professores, sacerdotes, entre outros –  para aprofundar as discussões, os encontros têm ainda o intuito de despertar uma reflexão acerca das demandas dos LGBT e de analisar o histórico do movimento social e seus progressos traçando um panorama atual sobre os direitos humanos e cidadania no Brasil, apontando metas e caminhos futuro.

APOGLBT promove encontros para debater direitos da população LGBT

PROGRAMAÇÃO:

– 09/05 – Segunda-feira

SEGMENTO T – Lei de Identidade de Gênero

Palestrante: FERNANDA DE MORES DA SILVA
Fernanda de Moraes, Assistente Social UNESP de Fanca/SP, Pós-graduada em Direitos Humanos UERJ, Coordenadora Geral do Instituto APHRODITTE-SP, Representante da ANTRA no Estado de São Paulo, Secretária Geral eleita pela ANTRA para a gestão de 2016/2020, Articuladora Social do Centro de Cidadania LGBT do Arouche.

Palestrante: Dra. MARCIA ROCHA
Empresária, advogada integrante da Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da OAB/SP, com assento no Comitê de Direitos Sexuais da WAS – World Association for Sexual Health, fundadora da ABRAT – Associação Brasileira de Transgêneros e realizadora do projeto Transempregos.

Palestrante: LUIS FERNANDO UCHOA
32 anos, professor de inglês e espanhol, estudante de comunicação social – jornalismo, membro do núcleo político da família Stronger, colunista do site Pau para qualquer obra e fundador do blog Arco Iris Literário.

Moderador: ALEXANDRE PEIXE DOS SANTOS
Coordenador da Região Sudeste do Instituto Brasileiro de Transmasculinidades (IBRAT), membro da ANTRA e do APHRODITTE- SP.

– 10/05 – Terça-feira

Relação de trabalho X Relações Homoafetivas

Palestrante: CLEONICE CAETANO SOUZA
Mulher, negra, nordestina e Sindicalista. Diretora do Departamento Social, Previdenciário, Saúde e Segurança no Trabalho e também Diretora Responsável pela Secretária da Diversidade no Sindicato dos Comerciários de São Paulo (Raça, Gênero, LGBT e Trabalho Infantil) membro da Rede de Mulheres da UniAmérica. Conselheira da FUNDACENTRO pela UGT.

Palestrante: 
PROFESSOR WALMIR SIQUEIRA
Professor de língua Portuguesa da rede Estadual, Membro do Coletivo LGBT da APOESP, Coordenador do coletivo LGBT da CUT-SP, Diretor Executivo INSPIR (Instituto Sindical Interamericano pela igualdade Racial, Conselheiro do conselho nacional contra a discriminação LGBT.

Palestrante: ADRIANA CRISTINA NOGUEIRA
Graduada em Gestão de RH pela Universidade São Judas Tadeu, com Pós-graduação em Psicologia Geral nas Organizações pela UNICID. Formação em Coaching pelo IBC – Instituto Brasileiro de Coaching.Atua como Coach em processos de Life e Professional coaching, bem como em projetos de consultoria em processos de gestão de RH, educação e programas comportamentais. Idealizadora dos programas Workcoaching e Coaching LGBT.

ModeradoraMARIANNE CLEMENTE
Graduada em Administração e em Contabilidade pela Unifeob de São João da Boa Vista. Secretaria executiva do Fórum Municipal de Travestis e Transexuais da Cidade de São Paulo. Diretora financeira da Associação Paulista LGBT e técnica financeira de Koinonia Presença ecumênica e serviço. Maquiadora e professora de maquiagem Miss Pink São Paulo

– 11/05 – Quarta-feira

LGBT em situação de Rua

Palestrante: PADRE JULIO LANCELLOTI
Padre Júlio, é sacerdote católico, formado em pedagogia e teologia, foi professor primário, professor universitário, membro da Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo desde seu início e há mais de dez anos é o Vigário Episcopal do povo de rua. É da Pastoral do Menor. E de inúmeras Comissões de Direitos Humanos.

Palestrante: ANDERSON LOPES MIRANDA
Presidente do Movimento Nacional da População de Rua. Ex-morador de rua, Anderson conhece de perto a realidade e a situação da população em situação de rua.

Palestrante: DOUGLAS CASSIANO ALVES DE OLIVEIRA
Ex-morador de rua, População em situação de Vulnerabilidade Social, Militou no Movimento Nacional de população de rua. Aonde fez parte da criação da Política Nacional da pop rua. Militou pelo Movimento LGBT. Atualmente é Estudante Universitário na Faculdade PUC. Onde faz Serviço Social que estou no 2 período.

Palestrante: FERNANDO DE OLIVEIRA
Fernando de Oliveira Lúcio, estudante de Jornalismo, Militante LGBT, Coordenador do Projeto Purpurina, responsável pelo documentário “Princesas Impossíveis”, que retrata as vidas de pessoas trans.

Moderadora: DANIELA COSTA
Militante independente e Estudante do Programa Trans-Cidadania (PROJETO REINSERÇÃO SOCIAL TRANSCIDADANIA).

– 12/05 – Quinta-feira

Jovens –  Educação e Gênero

Palestrante: PROFESSORA LUIZA COPPIETERS
Formada em Filosofia pela Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo e professora há 15 anos. Participa de palestras sobre gênero e feminismo especialmente com jovens universitários e de periferia. É militante feminista e da causa LGBT, tendo sido eleita como membro do Conselho Municipal de Políticas LGBT de São Paulo para o biênio 2016/17.

Palestrante: LENNON STRONGER
Estudante de Serviço Social. Jovem negro LGBT da periferia de Embu das Artes, 24 anos. Ativista do Movimento Em Prol dos Direitos Humanos das Pessoas LGBT. Membro da Família Stronger, Família LGBT do Largo do Arouche. Porta-Voz do Coletivo “Cidadania LGBT – Embu das Artes”.

Palestrante: GEDILSON DOS SANTOS PROCÓPIO DA SILVA (GHE SANTOS)
30 anos de Alagoas, ativista LGBT desde o ano de 2007, produtor artístico, foi Secretário Nacional do CDG BRASIL (Comitê Desportivo LGBT Brasileiro). Organizador do Encontro Paulista da Juventude LGBT 2013 juntamente com o Fórum Paulista da Juventude LGBT. Organizador da II Semana da Diversidade de Itaquaquecetuba e da 8ª Parada do Orgulho LGBT de Itaquaquecetuba.

Palestrante: JESSICA TAUANE
Jessica é comunicóloga com ênfase em novas mídias pela PUC-SP e Youtuber do “Canal das Bee” e do “Gorda de Boa”, canais focados em ativismo LGBT, empoderamento feminino e humor. Jessica ministra palestras sobre diversidade em empresas, universidades e instituições pelo Brasil.

Moderador: ELVIS JUSTINO
Membro executivo do consulado das famílias lgbts do brasil, Coordenador do Cine Diversidade do Grajaú. ORGANIZADOR DO PROTESTO A FAVOR DA PLC122 EM 12 DE DEZEMBRO 2014. E ORGANIZADOR DO PROTESTO A FAVOR DA PLC122 EM 12 DE DEZEMBRO.

– 13/05 – Sexta-feira

Saúde da Mulher, Cultura e Empoderamento Feminino.

Palestrante: CELINE RAMOS
Mulher, negra, lésbica e baiana. Publicitária, fundadora do SouBetina e BampCreativeGroup. “A mim, o dever de ser eu acima de tudo”

Palestrante: Dr. BELMIRO
Médico ginecologista e obstetra formado pela UNICAMP e com especialização através da Residência Médica da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP.Mestrado e Doutorado pela UNICAMP.Pós-doutorado na Universidade de LUND – Suécia.
1o secretário da diretoria geral da Sociedade de Obstetrícia Ginecologia de São Paulo (SOGESP)

Palestrante: DANIELA ANDRADE
Mulher transexual, Militante Feminista, faz parte do GADZS Grupo de Advogados pela Diversidade Sexual e de Gênero. Blogueira Trans Feminista.

Moderadora: TAMARA SMITH
Discente em Bacharelado em Comunicação Social e Jornalismo. Militante e integrante da assessoria de imprensa da APOGLBT-SP.

SERVIÇO:

15º Edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo
– Data: 09 a 13/05
– Horário: das 19h às 21h
– Local: Rua Formosa, nº 99 – 12º Andar, ao lado do Metrô Anhangabaú.
– Realização: APOGLBT
– Evento do Ciclo de Debates no Facebook: https://www.facebook.com/events/1541076076197710/