Tim Cook, CEO da Apple, disse “Ser gay é um presente e não deve te impedir de nada!”

Tim Cook, CEO da Apple, disse recentemente em entrevista a revista People (em espanhol) que ser gay não deve ser algo que impede qualquer pessoa de realizar o que quiser.

“Só posso falar por mim mesmo, mas ser gay é algo que me dá um nível de empatia que, provavelmente, é muito maior que a média das pessoas. Isso porque, por ser gay ou trans, por exemplo, você é uma minoria”, disse Cook que, em 2014, saiu do armário assumindo publicamente sua homossexualidade.

E continuou: “Gay não é uma limitação. É uma característica que espero que enxerguem como eu: sendo um presente de Deus.”

Quando se assumiu, militantes e ONGs do mundo inteiro parabenizaram sua atitude, já que ele se tornou um dos executivos mais conhecidos do planeta.

“É isso que espero me assumindo publicamente: divulgar essa mensagem a todos os jovens que lutam com sua identidade, que não têm certeza de que são suficientemente resistentes ou bons o suficiente por conta disso, ou os que se sentem inferiores de alguma forma”, completou Cook.


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP, Associe-se!
– Curta as redes sociais da Parada LGBT de SP: Facebook / Twitter / Instagram
– Participe também do evento oficial da Parada no Facebook: Parada do Orgulho LGBT de SP 2018

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), gay, life coach, escritor premiado e responsável pela assessoria e comunicação da APOGLBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Mais sobre Viana? Clique aqui.