Trans Nataly Lily foi baleada e está desaparecida

Segundo informações do O Diário de Mogi, Nataly Lily de 23 anos e sua amiga foram baleadas em um sítio após receberem o convite para realizarem, juntas, um programa no dia 12 de Dezembro de 2020.

Ao chegarem no local, as duas foram baleadas por dois homens. A amiga conseguiu fugir mesmo sendo baleada no pescoço e no braço mas Nataly não teve a mesma sorte.

O boletim de ocorrência foi registrado e ontem, dia 21 de Dezembro, amigos e familiares de Nataly fizeram um protesto em Jundiapeba (bairro de Mogi das Cruzes, São Paulo) em frente ao Motel Mogi (antigo Paraná).

Nelson Domingos, pai de Nataly, soube que sua filha e uma amiga foram contratadas para um programa e que até receberam adiantado.

“A polícia encontrou a marca de sangue, que eles tentaram apagar, mas não encontrou o corpo. A minha esperança como pai é a de que tem que achar com vida ou sem vida, tem que achar de qualquer jeito”, disse Nelson ao Diário de Mogi.

Amigos e familiares continuam pelas buscas, mesmo sem a ajuda do Corpo de Bombeiros ou da Polícia. Quem tiver mais informações entrar em contato com Luan pelo telefone (11) 96766-8006


>> Aproveitando sua visita:

– Ajude a ONG APOGLBT SP Associe-se!

Publicado por: Fabrício Viana
Fabrício Viana é o jornalista (MTB 80753/SP), escritor LGBT premiado e responsável pela assessoria de imprensa e comunicação da APOLGBT SP, ONG que realiza a maior Parada LGBT do mundo. Para a página de Imprensa, aqui. Contato com a Diretoria da ONG, aqui. Seja um Associado/a, aqui